PUBLICIDADE
Topo

De olho em disparada do Benfica, Porto recebe o perigoso Tondela

15/12/2019 11h02

O Porto receberá o Tondela nesta segunda-feira, às 17h15 (de Brasília), no Estádio do Dragão, pela 14ª rodada do Campeonato Português, com a missão de impedir que o Benfica dispare na liderança da competição. Segundo colocado, com 32 pontos, a equipe do técnico Sérgio Conceição tem sete pontos a menos do que o arquirrival, que goleou o Famalicão por 4 a 0 no sábado e foi chegou a 39 pontos.

Confira a classificação do Campeonato Português

Conceição está atento ao desempenho do Tondela fora de casa. Em sete jogos disputados como visitante na competição, tal equipe venceu quatro vezes, empatou duas e perdeu apenas uma, para o Paços de Ferreira, por 1 a 0, no dia 10 de novembro, pela 11ª rodada. Sobre a desvantagem atual em relação ao Benfica, o treinador disse que este tipo de preocupação só será válida no final do campeonato, em maio de 2020.

- A pressão faz parte do jogo, da vida. Temos um jogo para tentar ganhar e temos de estar num bom nível para o conseguirmos. Sabemos o que tem sido o trajeto fora do nosso adversário. A pressão somos nós que a criamos a nós próprios porque representamos um clube habituado a ganhar. Não há pressão adicional. Temos de tentar ganhar todos os jogos que nos aparecerem à frente para fazermos contas em maio - disse Conceição durante entrevista coletiva que concedeu neste domingo.

O técnico ainda afirmou que Otávio está apto a entrar em campo, mesmo que abalado psicologicamente. O meia brasileiro teve a sua residência assaltada enquanto estava em campo contra o Feyenoord (HOL), na última quinta-feira, em partida vencida pelo Porto, por 3 a 2, pela Liga Europa - gols de Luis Días, Malancia (contra) e Soares.

A esposa e dois filhos do jogador estavam na casa, assistindo ao jogo pela televisão, quando os ladrões entraram no piso superior. A esposa de Otávio chamou a polícia, mas os assaltantes conseguiram fugir levando objetos de valor. Ninguém se feriu na ocorrência.

- É um acontecimento que mexe com toda a gente, com os jogadores, equipe técnica e estrutura. É um problema interno, ele sabe que toda a gente está solidária com ele. Graças a Deus não aconteceu nada de grave em termos de saúde, isso é o mais importante. Depois, as coisas vão se resolver como deve ser. Infelizmente, não foi o primeiro nem será o último, mas ele está bem para jogar - afirmou Sérgio Conceição.

Futebol