PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Presidente do Grêmio fala que clube "não sairá de mãos abanando" por Luan

Luan tenta jogada durante duelo Grêmio e Corinthians, na Arena do Grêmio - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Luan tenta jogada durante duelo Grêmio e Corinthians, na Arena do Grêmio Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

14/12/2019 10h13

Parece apenas uma questão de tempo para que o atacante Luan deixe o Grêmio e se torne reforço do Corinthians visando a temporada de 2020. As conversas já teriam chegado a um acordo entre todas as partes e o jogador assinaria com a equipe paulista pelo valor de R$ 20 milhões.

Com isso, em declaração enquanto participava de um evento na cidade de Quaraí, extremo sul do estado do Rio Grande do Sul distante quase 600 quilômetros da cidade de Porto Alegre, o presidente do clube Romildo Bolzan já fala em tom de conformismo sobre a saída do camisa 7.

Além disso, Romildo também tentou passar a sensação de que o provável negócio também será rentável para o Tricolor, afastando a ideia de que somente o Imortal sairia perdendo nesse tipo de transação pelo fato de se tratar de um jogador que já foi idolatrado pelo torcedor.

Chegando, inclusive, a ser eleito o Rei da América em 2017 depois do papel de destaque no título da Libertadores do mesmo ano.

"O Grêmio não é um clube irresponsável e não vai deixar um patrimônio seu perdido. O Grêmio não vai sair de mãos abanando neste negócio do Luan. Vamos fazer o melhor negócio para o Grêmio e para o Luan. Se ficar conosco, terá o contrato renovado. Se não ficar, terá de ser um bom negócio financeiramente para ele e para nós. Futebol tem disso, mas futebol também não tem cadeira vazia. Entra um, sai outro. O que importa é que a imortalidade do nosso time seja sempre capaz de competir. O Grêmio, independentemente dos jogadores que tenha, vai competir. Confiem na direção do Grêmio", disse o mandatário.

Grêmio