PUBLICIDADE
Topo

Como os 'Meninos da Árvore' influenciam na decisão de Sampaoli para ficar no Santos

10/12/2019 08h20

Sampaoli ainda não sabe se irá ficar no Santos para 2020. Mas mais do que eu e você, os "meninos da árvore" sabem de uma possibilidade do argentino dar continuidade no seu trabalho. Depois de uma reunião de quase 4h na última segunda, no CT Rei Pelé, o treinador do Peixe deixou o local sem falar com a imprensa, mas atendeu a molecada e disse que talvez fique.

Os amigos de Sampaoli se fazem presentes com frequência pelos arredores do centro de treinamento. Às vezes na árvore assistindo aos treinos, outras vezes pedindo chuteira de presente e também já foram convidados pelo próprio comandante santista para acompanharem a atividade. E eles têm um peso considerável na decisão do comandante santista para a próxima temporada.

Mesmo tentando evitar tomar a decisão com a emoção, Sampaoli balançou com os muitos pedidos dos amigos nos últimos dias. Os meninos, que se tornaram companheiros do argentino, moram no morro e todos têm poucas condições de assistir aos jogos na Vila Belmiro. Isso o tocou desde o início e fez com que a aproximação acontecesse.

Segundo apurou o LANCE!, os garotos são considerados 'os amores' de Sampaoli e ele afirmou que 'largaria tudo por eles'. Além do grupo da árvore, Rafaella e Bruno também participaram da manifestação 'Fica, Sampaoli', com faixas e máscaras durante a reunião com o presidente José Carlos Peres no CT. Esse carinho mútuo é o que faz o comandante santista cogitar permanecer, mas não dá para cravar, afinal, ele reforçou várias vezes que pretende decidir apenas e unicamente de forma profissional.

Enquanto a resposta não vem, o técnico do Santos viajou ao Rio de Janeiro na noite da última segunda para espairecer e pensar melhor. Vale lembrar que a maior dificuldade para que ele dê continuidade ao seu trabalho no Peixe é a parte financeira, que é praticamente inviável de acordo com o ponto de vista dele. Ele vê o clube como "quebrado" e não vê grandes soluções para entregar um trabalho à altura em 2020.

Após a longa reunião com José Carlos Peres, o presidente estudará junto do Comitê de Gestão uma contraproposta ao argentino. Há uma reunião prevista para quarta-feira entre o cartola e a cúpula santista.

Futebol