PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Dez anos do Hexa: Torcedor viralizou por 'Enem adiado' e lembra drama com a prova no dia do título do Fla

07/12/2019 08h00

Não bastou o título do Brasileirão ser confirmado com uma virada sobre o Grêmio, com gol nos minutos finais. O drama de muitos torcedores naquele 6 de dezembro de 2009, quando o time da Gávea conquistou o Hexa após 17 anos sem levantar a taça nacional, começou bem antes da bola rolar no Maracanã. O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) acabou sendo marcado para o mesmo fim de semana de Flamengo x Grêmio, pela 38ª rodada do campeonato. Com a vitória por 2 a 1, o Rubro-Negro sagrou-se campeão.

Marvin do Santos, então com 18 anos, foi um dos que tiveram que realizar a prova na manhã daquele domingo e ir direto para o Maracanã. O problema foi que, meses antes, o rubro-negro viralizou com um vídeo em que comemorava o adiamento do Enem. Inicialmente, o fim de semana de provas seria nos dias 3 e 4 de outubro, mas com o vazamento de documentos foi cancelado e Marvin celebrou o fato de poder ir assistir o clássico com o Fluminense.

- Na época do vídeo do Enem, o Flamengo ainda não estava brigando pelo título brasileiro, estava a uma distância gigante do Palmeiras. Na hora, só quis comemorar que o Enem havia sido adiado e eu poderia ir no Fla-Flu. Queria ir bastante naquele jogo, mas quando fui vendo o Flamengo crescer na briga pelo título e o último jogo seria no dia do Enem eu fiquei daquele jeito, sem acreditar no que estava acontecendo. O destino me pregou uma peça - relembrou Marvin do Santos, hoje com 28 anos, antes de complementar:

- Consegui ir no jogo, mas por conta dos fogos e tudo, não conseguia mais fazer a prova e sai mais cedo. Cheguei ao jogo um pouco atrasado, mas acho que o Flamengo virou por conta da minha presença. Fiz a prova em Realengo, bem longe do Maracanã, peguei o trem e cheguei já com uns 30 minutos de jogo. Estava uma confusão, pessoal tentando invadir, mas consegui entrar. E foi por ali que o Flamengo cresceu. Eu tinha que ter ido ao jogo mesmo - disse ao L!.

Marvin dos Santos foi um dos mais de 84 mil que assistiram à histórica vitória sobre o Grêmio, que abriu o placar no Maracanã naquela tarde de domingo. A virada do Rubro-Negro veio com gols dos zagueiros David Braz e Ronaldo Angelim. Com 69 pontos, o time do técnico Andrade e comandado por Adriano Imperador e Petkovic foi campeão graças a uma arrancada no segundo turno.

Apesar de admitir que o rendimento no exame não foi dos melhores, ainda assim conseguiu a aprovação para cursar Química na Universidade Federal do Rio de Janeiro, caminho que trilhou por dois anos, antes de mudar de curso. Hoje, Marvin dos Santos graduou-se em Administração e trabalha na área.

Confira outras respostas de Marvin dos Santos, torcedor do Flamengo que viralizou durante a campanha do Hexa em 2009:

Dez anos depois do Hexa, como o torcedor Marvin do Santos tem acompanhado o Flamengo?

Dez anos depois do vídeo, eu continuo sendo o mesmo maluco pelo Flamengo. Não a ponto de gravar outro vídeo daquele, agora tenho até vergonha. Fui em todos jogos da Libertadores menos na final, porque não tinha condições financeiras. Comemorei muito, chorei muito na comemoração dos títulos. Comemorei muito na Presidente Vargas e, quando estava voltando de lá, o Hepta foi confirmado. Continuo amando muito o Flamengo. Foram muitos momentos ruins nesses 10 anos, foi muito sofrimento, especialmente na Libertadores, para agora a gente comemorar. Só não vou fazer vídeo novo.

Imaginava, lá atrás, que o Flamengo pudesse alcançar esse patamar em 2019?

Pensei que o Flamengo fosse engrenar e passasse a ganhar mais títulos a partir daquele ano, que a Libertadores de 2010 poderia dar frutos, mas nenhum torcedor daquela época poderia esperar um ano onde ganhamos tudo dessa forma que foi. Essa patamar que está hoje, principalmente financeiro, nunca poderíamos esperar.

Futebol