PUBLICIDADE
Topo

B. Henrique, Gabigol e Arrascaeta se aproximam de mais uma marca histórica

Gabigol comemora gol do Flamengo sobre o Bahia pelo Brasileirão 2019  - THIAGO RIBEIRO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
Gabigol comemora gol do Flamengo sobre o Bahia pelo Brasileirão 2019 Imagem: THIAGO RIBEIRO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

06/12/2019 09h20

O Flamengo realmente está disposto a quebrar quase todas as marcas do futebol brasileiro em 2019. Principalmente as ofensivas. Mesmo já com o título nacional e da Libertadores, o time não tira o pé na temporada e segue a sua saga de goleadas no Brasileirão. A vítima da vez foi o Avaí, que acabou derrotado por 6 a 1 nesta quinta-feira.

Apesar da ausência de Bruno Henrique, a dupla Gabigol e Arrascaeta fez questão de manter a rotina de gols do trio ofensivo da Gávea. Cada um marcou uma vez - Reinier, duas vezes, Diego e Lincoln completaram -, e agora os três já acumulam 94 tentos na temporada.

Os rubro-negros ultrapassaram outro célebre trio que marcou época neste século: Kaká (18 gols), Luís Fabiano (30) e França (45). Pelo São Paulo, em 2001, estufaram as redes em 93 oportunidades. Deixou para trás também a marca de Romário (66), Edmundo (14) e Juninho (12) pelo Vasco, em 2000, que fizeram 92. Naquele ano, porém, o Animal deixou o clube no 2º semestre.

Nos anos 2000, apenas um trio ainda se mantém à frente do atual do Flamengo: Alex, Deivid e Aristizábal. Considerado um dos melhores times do Brasil neste século, o Cruzeiro de 2003 marcou 168 gols em 71 jogos - o Flamengo tem 147 com o mesmo número de partidas. A trinca ofensiva foi responsável por 96 bolas na rede. Destaque para Alex, que anotou 40 - os outros dois fizeram 28 cada.

Para Gabriel, Bruno e Arrascaeta, no entanto, ainda resta mais uma rodada de Campeonato Brasileiro e o Mundial de clubes para quebrar mais essa marca.

TRIOS COM MAIS GOLS NOS ANOS 2000 NO BRASIL

- Levantamento feito pelo Números da Bola

1º - Alex, Deivid e Aristizábal - Cruzeiro - 2003 - 96 gols

2º - Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol - Flamengo - 2019 - 94 gols

3º - Kaká, França e Luís Fabiano - São Paulo - 2001 - 93 gols

4º - Juninho Pernambucano, Edmundo* e Romário - Vasco - 2000 - 92 gols

5º - Neymar, Zé Love e André - Santos - 2010 - 86 gols

* Edmundo deixou o Vasco e acertou com Santos no meio do ano. Computados apenas os gols (14) pelo Cruz-Maltino.

Flamengo