PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sánchez desconversa sobre Sampaoli no Palmeiras, mas diz: 'Seria difícil enfrentá-lo'

06/12/2019 10h53

Não é segredo que o técnico do Santos, Jorge Sampaoli, interessa ao Palmeiras. O meia Carlos Sánchez, por sua vez, prefere não falar sobre o assunto, mas deixou claro que seria difícil enfrentar o treinador argentino em um possível clássico contra o Verdão.

No Verdão, ele é o favorito com folga para substituir Mano Menezes. Mas as definições sobre o novo técnico e o novo diretor não devem acontecer nesta semana, a última do Campeonato Brasileiro. Curiosamente, Palmeiras e Santos disputam o segundo lugar.

- Seria difícil, conhece nosso time. Sabe característica de cada jogador. Seria difícil, mas se Sampaoli sair quem vier terá seu jeito de machucar o Sampaoli se enfrentarmos. Se fala da possibilidade grande e isso é pelo grande trabalho aqui. Não podemos pensar no futuro porque não sabemos o que pode acontecer - declarou o camisa 7, em entrevista coletiva, nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé.

- Ele não falou nada com a gente, nem se despedido. É como ele fala, acabando o campeonato vai pensar no que fazer. Nós não temos que nos preocupar tanto com o futuro dele. Não podemos falar se fica, é decisão dele. Temos o campeão pela frente, em grande momento. Temos que terminar ano bem na nossa casa - completou o camisa 7.

Segundo apurou o LANCE!, para trocar o Santos pelo Palmeiras, Sampaoli pede um contrato de dois anos, além de salário de cerca de R$ 1,7 milhão por mês para sua comissão técnica. A cúpula alviverde agora irá avaliar as condições para entrar novamente em contato com os representantes do treinador.

Sampaoli tem contrato com o Peixe, que ainda tentará segurar o técnico. Os problemas internos ao longo da temporada, porém, desagradaram o comandante, inclusive a saída de Paulo Autuori, superintendente do futebol do Santos e próximo do argentino.

O Santos volta aos trabalhos na manhã desta sexta-feira, no CT Rei Pelé. O último desafio será contra o Flamengo, neste domingo, às 16h, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Futebol