Topo

Futebol


Rubro-negros 'tomam' rua em Lima; grupo de torcedores sai da Austrália pela final

20/11/2019 20h04

A invasão da torcida do Flamengo em Lima começou e o bairro de Miraflores, região mais turística da cidade, ganhou ares de Rio de Janeiro, com os torcedores colorindo as ruas de vermelho e preto. A tradicional Calle de las Pizzas - a Rua das Pizzas - tornou-se o ponto de encontro dos rubro-negros, com os bares decorados com as cores do clube e promoções.

- Isso aqui é um carnaval fora de época para nós. Eu e a maioria daqui viemos de muito longe e só vamos embora com a taça - disse Rodrigo Silva, rubro-negro que veio de Belo Horizonte e tem voo de volta para o Brasil para a noite de sábado.

As paredes da rua foram tomadas pelas bandeiras, cada uma vindo de um lugar do país e do mundo. São Gonçalo (RJ), Brasília (DF), Ponta Grossa (PR)... São torcedores de todos lugares e de todas idades.

A todo momento, os rubro-negros interrompem as conversas e cantam, em bom som, as tradicionais músicas da arquibancada do Maracanã. As provocações quando veem torcedores do River Plate dão inevitáveis, mas, por ora, ainda não houve qualquer incidente.

A concentração da torcida na Calle de las Pizzas começou na segunda-feira, começando por volta das 14h (de Lima) e indo madrugada a dentro. A ideia dos rubro-negros é continuar assim até sábado, data da decisão da Libertadores contra o River Plate (ARG). A bola rola no Estádio Monumental às 15h local (17h de Brasília).

Torcedores cruzam o Pacífico pela Copa

Não são apenas do Brasil que vieram torcedores do Flamengo para assistir à final da Libertadores, no sábado, contra o River Plate. Um grupo de 10 rubro-negros encarou uma viagem de quase 20 horas e cruzou o Oceano Pacífico para presenciar a decisão histórica.

E, mesmo antes da partida, o sentimento é de que já valeu a pena, comentou Rodrigo Costa, presidente da Fla Ozzy, torcida do Flamengo com sede na Austrália.

- Sempre esperei por esse momento. Às vezes penso que estou sonhando, que não é real. Nós, rubro-negros, merecemos isso. Sabia que nossa hora ia chegar - disse Rodrigo, antes de dar seu palpite para o jogo:

- Expectativa melhor possível. Em final tudo pode acontecer, mas creio que não vá acontecer nada de anormal, vamos ganhar de 3 a 1 e levar esse bicampeonato - finalizou.

Serão 15 representantes da Fla Ozzy em Lima, no Peru, dos quais dez já estão na capital. Outros cinco são aguardados para esta quinta-feira, todos já com ingresso. A viagem saindo de Sidney e com escala em Santiago, no Chile, leva cerca de 20 horas.

Futebol