Topo

Futebol


Em maior sequência com Mano no Verdão, Zé Rafael volta à Fonte Nova

17/11/2019 07h00

Em meio à briga para manter as chances de título no Campeonato Brasileiro, Zé Rafael deve ter um domingo especial. O meia-atacante vive sua maior sequência como titular do Palmeiras sob o comando de Mano Menezes e terá pela frente o Bahia, seu ex-clube, em jogo às 16h, voltando pela primeira vez à Fonte Nova, estádio onde comemorou o título mais importante da sua carreira.

Foi na arena que recebeu partidas da Copa do Mundo de 2014 que Zé Rafael celebrou a Copa do Nordeste de 2017, derrotando o Sport por 1 a 0, na decisão. Sua destacada passagem pelo Bahia, com 127 partidas e 18 gols, ainda teve um marcante título baiano no ano passado, comemorado batendo o arquirrival Vitória por 1 a 0, no Barradão, a casa adversária.

TABELA

> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

No Verdão, o camisa 8 já pode se sentir dono da posição. Iniciou as quatro últimas partidas, nas vitórias por 3 a 0 sobre o São Paulo (quando deu assistência para Gustavo Scarpa) e 1 a 0 diante do Ceará (gol de Zé Rafael), ambas no Allianz Parque, no triunfo por 2 a 1 contra o Vasco, no Rio de Janeiro, e no empate por 1 a 1 diante do Corinthians, no Pacaembu.

Dos últimos oito jogos, ele só não foi titular no 2 a 1 sobre o Avaí, quando ficou no banco sem ser utilizado em Santa Catarina. Antes, começou jogando nas vitórias por 1 a 0 sobre Botafogo, no Pacaembu, e Chapecoense, no Allianz Parque, e no empate por 1 a 1 diante do Athletico-PR, em Curitiba.

Os números estão do lado de Zé Rafael para esse reencontro com o Bahia e a Fonte Nova. Com 23 jogos no Brasileiro, é o terceiro com mais assistências para gol: três, assim como Gustavo Scarpa e Lucas Lima, atrás apenas das quatro de Marcos Rocha e das dez de Dudu. O meia-atacante ainda é o segundo que mais dribla no Verdão: 24, sendo 16 certos e oito errados, em uma eficiência de 66,7%, segundo dados do Footstats - Dudu lidera o quesito, com 64 dribles.

Aos 26 anos, Zé Rafael tem contrato de cinco temporadas, válido até 2023. O Palmeiras pagou R$ 14,5 milhões por 70% dos direitos econômicos do jogador que, no momento, acumula cinco gols em 135 partidas pelo clube e deixa Willian, destaque do título brasileiro do ano passado, no banco. A expectativa é de que embale nesta reta final e contra seu ex-time, neste domingo.

Com 67 pontos, o Palmeiras é o vice-líder do Campeonato Brasileiro e está a 11 do Flamengo, primeiro colocado. O time rubro-negro, porém, tem uma partida a mais. O confronto diante do Bahia, nono colocado, está marcado para domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova.

Futebol