Topo

Futebol


Com gol de Everaldo, Chape derrota o Ceará na Arena Condá

17/11/2019 20h03

Lutando contra a zona de rebaixamento no Brasileirão, Chapecoense e Ceará entraram em campo neste domingo, pela 33ª rodada, na Arena Condá, em Chapecó.

Com ambos os times precisando da vitória, os torcedores que compareceram na Arena acabaram assistindo um jogo com ritmo forte por parte do Vozão na maior parte do tempo. No entanto, de forma heroica, Everaldo conseguiu balançar as redes do adversário quase no final da segunda etapa, conquistando um importante resultado para a equipe de Chapecó.

Sendo assim, com o resultado, a Chape somou mais três pontos, chegando aos 25, porém se mantendo na 19º colocação. Já o Vozão ficou na 14ª posição, estacionando com seus 37 pontos.

INÍCIO MAIS EQUILIBRADO

Mesmo atuando fora de casa, o Ceará sabia da necessidade de não ceder espaços ao time da Chapecoense, que, por sua, vez, também necessitava da vitória para escapar do Z4. Com isso, o time de Adilson Batista tentou equilibrar mais as ações em campo, conseguindo aparecer algumas vezes no campo de ataque do time catarinense, mas sem sucesso.

CEARÁ COM MAIS POSSE DE BOLA E CRIANDO MAIS

Com o relógio passando, o Vozão conseguia ficar mais com a bola sob seu domínio, além de praticamente manter-se no campo de ataque adversário por mais tempo. Até os 22 minutos, Thiago Galhardo e Bergson não davam sossego ao sistema defensivo da Chape em cruzamentos, além de chutes de fora da área como o de Fabinho, dando trabalho ao goleiro João Ricardo.

CHAPE TENTA, MAS VOZÃO SEGUIA MELHOR

Com as investidas por parte da equipe cearense, aos poucos o time da casa conseguia se soltar. Com algumas boas chegadas como a de Henrique Almeida, fazendo com o que o goleiro Diogo Silva conseguisse fazer uma bonita defesa, além de Everaldo, que, após escanteio, por muito pouco não abriu a contagem na Arena Condá, a Chapecoense tentava impor mais seu ritmo, mas com o Ceará ainda mantendo mais a posse de bola.

INÍCIO DE SEGUNDO TEMPO E GOL ANULADO DO CEARÁ

Com um começo mais forte, o time do Ceará, sem dar chances ao adversário, marcou aos 8 minutos. No entanto, foi flagrado um impedimento de Bergson no lance, anulando o feito.

RITMO DE JOGO DA EQUIPE CEARENSE ERA MAIS FORTE

Apesar de criar algumas jogadas aparecendo no campo de ataque adversário, como a de Everaldo e de Henrique Almeida, porém Lima, no minuto seguinte ao entrar no lugar de Thiago Galhardo, finalizou muito perto do gol, quase abrindo o placar.

ALTERAÇÕES NÃO SURTEM EFEITO ATÉ A METADE DO SEGUNDO TEMPO

Nem mesmo as trocas feitas pelos técnicos Marquinhos Santos, pela Chape, e Adilson Batista, pelo Ceará, mudaram o panorama do jogo, que seguia sem gols para frustração por parte das torcidas.

GOL DA CHAPE ALIVIA A TORCIDA E MARQUINHOS SANTOS

Aos 36 minutos, ao receber na entrada da área, o atacante Everaldo, chutando rasteiro no cantinho do goleiro rival, abrindo a contagem na Arena. 1 a 0.

CATARINENSES SEGURAM O RESULTADO NOS MINUTOS FINAIS

Mesmo com a insistência por parte do Ceará, que, por sua vez, buscava o empate a qualquer custo, o meio-campo acabou sendo preenchido pelos jogador da Chape, além da total atenção por parte do goleiro João Ricardo, que, também por sua vez, conseguiu fechar o gol evitando a igualdade.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE? 1X0 CEARÁ

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)

Data-Hora: 17/11/2019 - 18h (Horário de Brasília)

?Árbitro: Rodolpho Toski Marques (FIFA-PR)

Público/Renda: Público Total: 12.933 / Renda: -

Assistentes: Bruno Boschilia (CBF-PR) e Luciano Roggenbaum (CBF-PR)

?VAR: Adriano Milczvski (CBF-PR)

Assistentes do VAR: José Mendonça da Silva Junior (CBF-PR) e Ivan Bozzano (CBF-MG)

?Cartões amarelos: Bruno Pacheco (CHA) / Eduardo Brock (CEA)

?Cartões vermelhos: -

Gol: (Everaldo, aos 36'/2ºT) (CHA)

CHAPECOENSE: João Ricardo; Renato (Eduardo, aos 23'/1ºT), Douglas, Amaral e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Camilo (Gustavo Campanharo, aos 11'/2ºT) e Vini Locatelli (Arthur Gomes, aos 27'/2ºT); Roberto, Henrique Almeida e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos.

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio (Eduardo Brock, aos 5'/2ºT) e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, Chico (Felippe Cardoso, aos 34'/2ºT), Felipe Baxola e Thiago Galhardo (Lima, aos 19'/2ºT); Bergson. Técnico: Adilson Batista.

Futebol