Topo

Futebol


Londrina arranca empate com o Botafogo-SP, mas se complica na luta contra o Z4

16/11/2019 21h17

Em situações opostas no Campeonato Brasileiro da Série B, Londrina e Botafogo-SP mediram forças na noite deste sábado, pela 36ª rodada, no estádio do Café.

Com o placar final de 1 a 1, a equipe comandada por Silvinho segue na 17ª colocação, porém somando agora 36 pontos, dois a menos que o Figueirense (que, por sua vez, jogará na rodada contra o Cuiabá, neste domingo), hoje primeiro time fora do Z4, com 38 pontos.

Já a equipe comandada por Hemerson Maria estacionou na 10ª colocação, agora com 48 pontos. Entretanto, o time não corre risco de rebaixamento ou, até mesmo, de almejar um provável acesso.

Primeiro tempo

Precisando da vitória para seguir na segunda divisão em 2020, o Londrina sabia da necessidade de conquistar um bom resultado jogando sob seus domínios. No entanto, logo no início a equipe paranaense encontrava dificuldades em furar a defesa adversária, que, por sua vez, se mantinha atenta às ações.

Na sequência, o Botafogo, aproveitando os espaços, por pouco não conseguiu abrir a contagem. Após erro do rival, Murilo Henrique recebeu de Henan, mas o atacante acabou isolando a bola.

Com o jogo passando a ficar um pouco mais equilibrado, ambos os times buscavam a todo momento seu gol. Na primeira tentativa por parte do Tubarão, Júnior Pirambu acabou batendo com estilo, mas a bola acabou indo para fora.

Já por parte do Pantera, Bruno José tentou a cabeça, mas o goleiro César acabou fazendo uma defesa tranquila.

Tentando pressionar o Tricolor, a equipe mandante mostrava disposição. Com isso, Raí Ramos, aos 34, mandou a bola na trave do goleiro Darley, com a defesa conseguindo afastar o perigo.

No lance seguinte, aos 37, foi a vez de Germano. O volante, por sua vez, pegou bonito na bola chutando rasteiro, passando muito perto da trave.

Mas o Botafogo mostrou seu poder de reação e devolveu na mesma meada, porém conseguindo abrir o placar. Aos 39, Após cruzamento de Murilo, a bola sobrou para Henan, que, sem chances para o goleiro, pegou firme para balançar as redes. 1 a 0.

Antes do término da etapa inicial, ambos os times ainda tiveram uma chance para cada lado. No entanto, as finalizações foram sem sucesso, dando a deixa para a arbitragem colocar um ponto final.

Segundo tempo

No retorno das equipes, ambos técnicos optaram por manter o esquema tático inicial. Sendo assim, nos primeiros 10 minutos de jogo, o confronto mostrava-se equilibrado, mas sem sucesso nas finalizações dos dois lados.

Visando alguma melhora com o passar do tempo, os comandantes focaram mudar seus sistemas ofensivos. Por parte do Londrina, Léo Passos deixou seu lugar para Matheusinho, já por parte do Botafogo, Bruno José foi o escolhido para que Felipe Saraiva entrasse no confronto.

E a alteração surtiu mais efeito pelos lados do LEC. Em duas tentativas, Paulinho Moccelin e Germano chegaram com perigo ao gol de Darley, mas o goleiro estava atento e conseguiu defender a bola que veio em sua direção, e apenas observou a outra que foi para fora.

Ainda melhor em campo, o Tubarão seguia pressionando o adversário. Até que aos 33 minutos, Paulinho Moccelin, após Matheusinho ganhar de cabeça no alto em rebatida do jogador do Pantera, o atacante se jogou e, de peixinho, marcou. 1 a 1.

Feito o gol, Paulinho acabou sendo substituído por Victor Daniel. Na sequência, Murilo Henrique, por muito pouco, não colocou o Pantera novamente à frente no marcador, já que o goleiro César conseguiu fazer a defesa.

Já na reta final de jogo, o Botafogo não quis saber da motivação do rival e foi em busca da virada. Porém, mesmo com algumas chances criadas por Felipe Saraiva e Murilo, o juiz decretou o fim do jogo no estádio do Café.

Futebol