Topo

Futebol


Diego Souza marca, Botafogo vence o Avaí, sai do Z4 e empurra o Flu

11/11/2019 22h03

De baixo de chuva, o Botafogo conseguiu o principal objetivo: sair da zona de rebaixamento. Nesta segunda-feira, o Alvinegro não demonstrou bom futebol, mas venceu o Avaí por 2 a 0, no Nilton Santos, pela 32ª rodada do Brasileiro. O primeiro gol foi marcado pelo lateral-direito Ricardo, do Leão, contra. Diego Souza selou o triunfo em cobrança de pênalti. Além disso, a equipe comandada por Alberto Valentim empurrou o Fluminense para a degola da competição.

Com o resultado, após quatro derrotas consecutivas, o Botafogo sobe três posições e vai para 14ª colocação, com 36 pontos. Ainda mais perto da Segunda Divisão, o Avaí amargou a oitava derrota seguida e segue na lanterna, com 17 somados. O Alvinegro entra em campo no domingo, às 18h, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada. O Leão, por sua vez, encara o Cruzeiro somente na segunda-feira, às 20h, no Mineirão.

TABELA

> Veja e simule a classificação do Campeonato Brasileiro

SORTE AO LADO

Apesar da situação delicada na tabela, a sorte esteve junto do Botafogo. Cícero lançou para área, mas o lateral Ricardo errou o tempo de bola e encobriu o goleiro Vladimir. Gol contra. Se os alvinegros tiveram sorte, o Avaí, por sua vez, contou com a infelicidade aos 12 minutos. Antes do gol, as duas equipes tiveram pouca criatividade para seguir com as jogadas.

FALTOU FUTEBOL

Foi apenas o lance de sorte que o Botafogo deu alegria à sua torcida no primeiro tempo. Os alvinegros deram espaço para o Avaí jogar. No entanto, o Leão não tinha qualidade para concluir as chances em gol. A melhor chance aconteceu com Igor Cássio. O atacante bateu na saída do goleiro, que se esticou todo e fez grande defesa. No fim, Alex Santana arriscou uma finalização. Foi só.

VAIAS A VALENTIM

A postura do Botafogo não se alterou para a segunda etapa, o que deixou a torcida preocupada. Poucas tramas ofensivas, jogadas previsíveis e baixa intensidade para ampliar o marcador. Apesar da disposição, os jogadores não conseguiram demonstrar entrosamento. A bronca da torcida ainda aumentou. Alberto Valentim optou por tirar Rhuan, titular pela primeira vez e o que mais mostrou movimentação. Imediatamente, os torcedores protestaram.

ALÍVIO

Perto do fim, os donos da casa tiraram a técnica e a garra entrou no lugar para a criar situação de gols. Em uma das tramas, Lucas Campos recebeu de Diego Souza na área e caiu após toque de Luanderson. Árbitro marcou pênalti. O camisa 7, que entrou na segunda etapa, bateu com categoria e definiu o resultado importante.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2x0 AVAÍ

Local: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)

Data-Hora: 11/11/2019, às 20h

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF) - Nota LANCE!: 6,0 (seguro nas marcações, porém foi polêmico ao marcar pênalti)

Auxiliares: Daniel Henrique Andrade e Jose Reinaldo Nascimento Junior

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

Auxiliares do VAR: Adriano de Assis Miranda (SP) e Ciro Chaban Junqueira (DF)

Gramado: Bom

Público/Renda: 19.075 presentes / R$ 242.246,00

Cartão Amarelo: Gabriel, Yuri, Diego Souza, Lucas Campos (BOT); Luanderson, Caio Paulista (AVA)

Cartão Vermelho: João Paulo (48'/2ºT)

GOLS: Ricardo, 12'/1ºT (1-0) (GC) e Diego Souza, 42'/2ºT (2-0)

BOTAFOGO

Gatito; Rickson, Joel Carli, Gabriel, Yuri; Cícero, João Paulo, Alex Santana (Diego Souza; 24'/2ºT); Leo Valência, Rhuan (Lucas Campos; 11'/2ºT) e Igor Cássio. Técnico: Alberto Valentim.

AVAÍ

Vladimir; Ricardo (Gabriel Lima; intervalo), Betão, Eduardo Kunde, Igor Fernandes; Luanderson, João Paulo, Pedro Castro; Jonathan, Vinícius Araújo e Caio Paulista. Técnico: Evando.

Futebol