PUBLICIDADE
Topo

Técnico da Roma aceita reduzir salário para ter calendário com menos jogos

Paulo Fonseca, técnico da Roma - Cosimo Martemucci/Sopa Images/Getty Images
Paulo Fonseca, técnico da Roma Imagem: Cosimo Martemucci/Sopa Images/Getty Images

07/11/2019 14h38

Os calendários extensos de jogos incomodam alguns treinadores e jogadores. É o caso de Paulo Fonseca, técnico da Roma. Questionado sobre o fato de que diminuir o número de jogos também diminuiria a entrada de dinheiro no clube e, consequentemente, seu salário, o treinador português não teve em dúvidas em dizer que isso não o incomodaria.

"Estou disposto a tudo, inclusive a perder dinheiro, para ver os melhores espetáculos. Todos nós queremos ver jogos (bons), inclusive eu, quando estou em casa e ligo a televisão. Mas quero ver bons espetáculos, bons jogos com os melhores jogadores", disse o treinador, que completou:

"Agora, com o excesso de jogos, não só na Itália, mas em todo o mundo, fisicamente é quase impossível ter os melhores jogadores nos melhores jogos para proporcionar os melhores espetáculos. Se for preciso perdermos dinheiro com isso, não há problema nenhum", finalizou.

Roma