Topo

Futebol


Rodrigo Caetano explica a chegada de Zé Ricardo e elogia Coudet

22/10/2019 18h17

Em situação de pressão no Campeonato Brasileiro, o Internacional anunciou o técnico Zé Ricardo até o fim do ano e tenta reencontrar o bom momento nesta reta final da temporada para conseguir pelo menos uma vaga na Libertadores da América.

Homem forte do futebol Colorado, o diretor Rodrigo Caetano concedeu entrevista ao programa 'Seleção SporTV', explicou a saída de Odair Hellmann e, admitiu que, apesar da chegada de Zé Ricardo, o nome preferido da diretoria era Eduardo Coudet, do Racing.

'Obviamente que isso está longe do que a gente desejava, não tenha a menor dúvida. A saída do Odair não era um desejo de ninguém do Internacional. Infelizmente, por uma certa queda da equipe, foi tomada a decisão. Isso comprova que o trabalho dele era satisfatório o tempo todo, teve o apoio o tempo todo. O nosso desejo era ter um técnico já mirando 2020. O perfil, o alvo, foi o Coudet. Não é segredo para ninguém. Infelizmente ele não pôde atender o nosso convite, agora', afirmou o executivo.

'O Internacional focou nos (treinadores) que estavam disponíveis no mercado, até por isso optamos pelo Zé Ricardo, treinador que conheço da época de Flamengo. Fez bons trabalhos, levou suas equipes para a Libertadores, que é o nosso objetivo hoje, e por isso foi contatado. Se me perguntarem o cenário ideal, era que tivéssemos mantido a performance lá atrás e mantido o Odair', completou.

Com Zé Ricardo no cargo até dezembro, o Inter tenta segurar uma vaga entre os seis primeiros. O desafio da próxima rodada é na Arena Fonte Nova, diante do Bahia, rival direto na luta pelo G6.

Futebol