Topo

Futebol


Bragantino consegue valioso empate contra a Ponte Preta em Campinas

19/10/2019 18h25

Ponte Preta e Bragantino jogaram nesse sábado (19) no estádio Moisés Lucarelli pela 30ª Rodada da Série B do Brasileirão e o resultado de 1 a 1 acabou ficando bem mais interessante para os visitantes do que aos anfitriões.

Enquanto o Massa Bruta continua folgado na ponta da tabela com 59 unidades, sete a mais do que o Sport, a Ponte acumula seis unidades de desvantagem para o G4 e segue em nono lugar com 41.

COMEÇOU FORTE

Mantendo a sua caraterística de não alterar o estilo de jogo dentro ou fora de Bragança Paulista, o Massa Bruta teve duas boas oportunidades de marcar logo de saída em chute de média distância de Ytalo espalmado por Ivan e, em cobrança de escanteio, na cabeçada de Matheus Peixoto. O arqueiro da Ponte voltou a defender, mas precisou do auxílio da defesa para afastar de maneira definitiva o perigo.

MÍSSIL RYLLER

A Ponte tentava ser mais ativa no plano ofensivo também tentando limitar o domínio territorial do Bragantino, mas quem voltou a levar efetivo perigo de gol foram os visitantes em jogada ensaiada. Aos 21, Ricardo Ryller recebeu o passe curto de Claudinho, o meio-campista bateu forte, com direção, e viu sua bola beliscar a trave direita de Ivan antes de ir pela linha de fundo. O Braga passou muito perto de abrir a contagem em Campinas.

FALTOU O PASSE FINAL

Em um dos poucos momentos onde a Macaca conseguiu pegar a equipe visitante com posicionamento desprotegido, o contra-ataque onde Renato Cajá acionou Vico que até tentou colocar na pinta para Roger, mas a bola acabou saindo "mascada" e a zaga do Bragantino conseguiu o corte no esforço de Léo Ortiz.

MAIS UMA BOMBA

Os meio-campistas do Massa Bruta estavam constantemente na intermediária ofensiva da Ponte Preta tendo espaço para bater de média distância, algo que Uillian Correia também arriscou com 39 minutos ainda no primeiro tempo. Mais trabalho para Ivan que caiu muito bem nela e espalmou pela linha de fundo em defesa importante.

MELHOROU E MARCOU

Começando melhor do que o Braga a etapa complementar, o time campineiro já havia levado muito perigo em bola onde Roger bateu pra intervenção providencial de Júlio César.

Porém, foi se posicionando bem na saída de bola do adversário que a Macaca teve a chance com Uillian Correia errando o passe e Roger, olhando rapidamente para a meta adversária, bateu de chapa fazendo balançar as estruturas do Moisés Lucarelli aos 16 minutos.

MESMO SEM BRILHAR...

Nem de longe o Massa Brutas repetia a intensidade dos 45 minutos iniciais, mas seguia tendo nomes em campo que seriam capazes de solucionar a questão na base dos lances individuais de inspiração. Em batida forte de Claudinho de média distância, Ivan espalmou pra frente e o experiente Thiago Ribeiro apareceu no meio da área para bater no contrapé do goleiro da Ponte deixando o panorama igualado no Majestoso.

Futebol