Topo

Futebol


Bola parada funciona e ajuda Botafogo a encerrar jejum de vitórias

10/10/2019 08h00

O Botafogo conseguiu, enfim, a primeira vitória no returno do Campeonato Brasileiro, na última quarta-feira, quando venceu o Goiás, por 3 a 1, no Nilton Santos. E na partida válida pela 24ª rodada rodada do torneio nacional, chamou a atenção o uso da bola parada como arma do Alvinegro para construir resultado positivo. As melhores chances do time carioca se originaram em cobranças de falta ou escanteios, com a participação do meia João Paulo.

- Acredito que a gente aproveitou as oportunidades. Nos outros jogos, a gente até teve algumas, mas não foi feliz. Hoje a gente foi feliz, a nossa bola parada entrou. A gente tomou o 2 a 1, mas logo depois fez o 3 a 1, então deu uma acalmada. Essas situações acabaram nos levando à vitória e um pouco mais de tranquilidade. A equipe oscilou em momento do jogo, acabou errando na parte técnica, e a torcida foi muito importante. Jogou junto, e isso foi um fator fundamental para a nossa vitória -disse Lazaroni.

A mudança de postura dos jogadores em campo era notória. O nervosismo e a tensão da partida anterior contra o Fluminense pareciam ter ficado para trás. O time entrou em campo mais concentrado e foi efetivo nas chances que criou. O técnico interino Bruno Lazaroni elogiou o trabalho desempenhado pelos jogadores.

Um dos responsáveis diretos pela construção do resultado positivo foi o meia João Paulo, encarregado da execução de lances de bola parada. Com uma atuação que lembrou a grande fase vivida por ele em 2017, antes da grave lesão na perna. Foi dele a cobrança de escanteio que originou o gol de Gabriel. Um gol anulado por Cícero e uma bola na trave de Fernando, ambas na primeira etapa, também se originaram de faltas cobradas pelo camisa 5. Foi dele ainda o segundo gol alvinegro.

Lembrança de Barroca

O Botafogo foi comandado pelo técnico interino Bruno Lazaroni, que deve dar lugar a um novo profissional, nos próximos dias. Após a partida ele lembrou de Eduardo Barroca, o antecessor no cardo, demitido no último domingo,

- Foi mérito total dos jogadores e repito: do trabalho do Barroca. Equipe que, querendo ou não, estava sem confiança, por conta do momento natural. Falei que tinham de executar mais jogadas, até para gerar mais confiança na equipe e um pouco de falta de confiança na equipe adversária. Foi mais ou menos o que aconteceu com a bola parada principalmente. A gente fez um gol, teve um gol anulado. Então isso gera confiança, mas é mérito total do trabalho deles.- concluiu

O mais cotado para assumir o comando do Glorioso é Alberto Valentim, atualmente no Avaí. Lazaroni, no entanto diz não se ver frustrado por ter perdido a chance de ser efetivado.

-Se for o nome do Valentim, como as pessoas estão comentando, vou ficar feliz igualmente. Já trabalhei com ele, tenho enorme satisfação, ele é muito capaz. Vou estar junto com ele, assim como estava com o Barroca - finalizou.

TABELA

Confira aqui a classificação do Brasileiro

Mais Futebol