Topo

Futebol


Palmeiras volta ao STJD e notificará o Ministério Público contra o Fortaleza

20/09/2019 11h33

O Palmeiras prepara mais uma ação contra o Fortaleza, que encerrou na quinta-feira a venda de ingressos para visitantes no jogo entre as duas equipes, domingo, no Castelão. O Verdão já notificou novamente o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e ainda nesta sexta irá ao Procon-CE e ao Ministério Público do Ceará para tentar reverter a decisão.

Toda a confusão começou quando o clube paulista foi ao STJD reclamar que a diretoria tricolor cobrava um valor muito maior na área de visitantes (R$ 110) em relação ao setor equivalente para os mandantes (R$ 50). O Tribunal deu razão ao Palmeiras e obrigou o Fortaleza a diminuir a quantia.

Em resposta, a diretoria do Leão anunciou que estava finalizada a venda de ingressos para palmeirenses. O motivo alegado é de que o Verdão não pediu oficialmente a carga máxima de 10% para os visitantes no Castelão, nem depositou o valor equivalente por essas entradas no prazo.

O argumento não é aceito pelo Palmeiras. Para a cúpula alviverde, este pedido ou pagamento só deveria ser feito, caso decidisse vender os ingressos em São Paulo, e não foi o caso. A torcida, portanto, teria direito de comprar entradas para o setor visitante na capital cearense.

O Fortaleza comunicou, em nota oficial, que aqueles que compraram ingressos para o setor visitante terão acesso, mas não serão ressarcidos, apesar da decisão do STJD. O clube entende que a mudança de valor valeria a partir da notificação, mas logo após ela encerrou a venda para os palmeirenses.

O Tribunal já foi comunicado de que o clube mandante não está cumprindo a decisão comunicada na quinta. As duas equipes vão se enfrentar no domingo, às 16h, na rodada que abre o returno do Campeonato Brasileiro.

Mais Futebol