Topo

Futebol


Tiago Nunes se consolida como técnico mais 'pesado' na história do Furacão

19/09/2019 00h09

Após o título do Campeonato Brasileiro conquistado por Geninho em 2001 dirigindo o na época ainda Atlético-PR, muito se falou na ideia de que o treinador era o nome da conquista mais relevante na era onde o clube tentava aumentar seu espaço dentro o círculo de equipes mais tradicionais e vencedoras no futebol brasileiro.

O ponto alto até então para conseguir esse tipo de meta foi na final da Libertadores em 2005 onde ficou com o vice diante do São Paulo.

Um título continental que, 13 anos depois, veio em forma de Copa Sul-Americana no comando daquele que, na construção recente, já cravou seu nome com louvor na história do Rubro-Negro paranaense.

A responsabilidade do técnico até então com passagem em mais de 20 clubes diferentes era de repetir o bom trabalho na categoria de Aspirantes em plantel que, apesar de rasgar elogios ao técnico Fernando Diniz, não conseguiu apresentar os resultados necessários para manter o mesmo no cargo.

Diante desse cenário, foi implementado um sistema de jogo com base na extrema velocidade na troca de passes rápidos e um prazer absoluto por promover o jogo de aliança tática e técnica bem afinados. Usando também como principal arma o conhecimento absoluto dos "atalhos" no rápido gramado da Arena da Baixada.

Foi usando esse poderio que o time de Tiago Nunes conseguiu, inclusive, se sobressair perante ao extremamente bem montado time do Internacional e, na base da insistência, disciplina e confiança no seu modelo de atuar, Bruno Guimarães construiu a vantagem que abriu caminho para a conquista da inédita Copa do Brasil.

Por (muitas) vezes, a dificuldade em repetir os desempenhos atuando longe de sua casa foi bastante criticada. Elemento que, aliás, acabou não se refletindo na conquista de 2018 com resultados favoráveis em todas as partidas de visitante além da marcante passagem a semifinal da Copa-BR tirando o Flamengo no lotado Maracanã.

Fato é que, em meio as qualidades, defeitos e personalidade nas entrevistas, Tiago colocou seu nome no ponto mais alto da gloriosa história do Athletico Paranaense como o vencedor das conquistas de maior "peso".

Mais Futebol