Topo

Futebol


Irã vai permitir que mulheres assistam jogos masculinos nos estádios, mas com ressalvas

19/09/2019 13h59

As mulheres iranianas vão poder frequentar jogos de futebol em seu país, mas apenas em jogos da seleção, segundo anúncio feito, nesta sexta-feira, pelo Ministério do Esporte de Teerã. A medida ocorre após a morte de Sahar Khodayari, que foi processada por tentar entrar em um jogo disfarçada de homem. A torcedora do Esteghlal ateou fogo em seu próprio corpo como forma de protesto.

- Todas as preparações necessárias foram feitas de maneira que as mulheres, inicialmente permitidas somente em partidas internacionais possam entrar nos estádios de futebol - anunciou o ministro Masoud Soltanifar.

OUTRAS MEDIDAS

A primeira partida masculina com presença feminina nas arquibancadas vai ser no dia 10 de outubro, no Estádio Azadi, na capital. O Irã vai enfrentar o Camboja. Foram criadas entradas separadas e adaptações dentro dos banheiros. A segurança também vai ser reforçada.

A PROIBIÇÃO

Atualmente, as mulheres só podem assistir partidas de equipes femininas. A Fifa já fez vários apelos para que o governo iraniano mudasse sua posição. Desde a revolução islâmica, em 1979, as mulheres foram proibidas de frequentas estádios em jogos masculinos. A proibição se dá para proteger as mulheres "das grosserias dos homens".

Em 2018, o procurador-geral do Irã, Mohamed Jafar Montazeri declarou que não concordava que as mulheres fossem aos estádios e "encontrassem homens quase pelados com roupas de esporte", e que isso levaria "ao pecado".

Mais Futebol