Topo

Futebol


Rodrigo Caio e Marí iniciam parceria promissora na zaga titular do Flamengo

Rodrigo Caio marca Guerrero na partida entre Flamengo e Internacional pela Libertadores - Thiago Ribeiro/AGIF
Rodrigo Caio marca Guerrero na partida entre Flamengo e Internacional pela Libertadores Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

23/08/2019 07h05

O Flamengo escalou pela primeira vez, diante do Internacional, a sua zaga considerada a titular desde a saída de Léo Duarte: Rodrigo Caio e Pablo Marí foram os principais responsáveis por neutralizar Paolo Guerrero e companhia na última quarta. E deu certo. O time de Jorge Jesus venceu por 2 a 0, no Maracanã, pela partida de ida das quartas de final da Libertadores.

Foi apenas a segunda vez que o rubro-negro de Jorge Jesus não sofreu gol. A outra vez havia sido contra o Emelec, na volta das oitavas, também no Maracanã.

Rodrigo Caio, que se recuperou de uma lesão na coxa na última semana, retornou após quase um mês de ausência. Foi desfalque em quatro jogos, mas teve chance assim que se recuperou e manteve o ótimo nível das atuações anteriores. Pontos conquistados com Tite, que estava presente no estádio.

Quem acabou sendo preterido contra o Colorado foi Thuler. Rodrigo Caio, que anulou Guerrero, chegou a ser protagonistas de memes (quem não chegou a ler que o zagueiro pôs o peruano no bolso?), passou a compor o lado direito da zaga, que antes ocupado por Léo Duarte. Após a partida, o defensor falou sobre a nova parceria com Marí.

"É um grande jogador, que veio para nos ajudar. Temos excelentes zagueiros. Eu tenho certeza de que quem o professor optar vai dar conta do recado. Thuler vinha jogando muito bem. Então, ficamos feliz com tudo isso, e o grupo ganha muito com as opções", disse o camisa 3, completando a respeito do que espera para o duelo da volta, no Beira-Rio:

"Futebol é resolvido dentro de campo, sabemos da qualidade do time do Inter jogando dentro de sua casa. Precisamos estar bem atentos para não sermos surpreendidos. Ainda temos um jogo importantíssimo contra o Ceará neste fim de semana (domingo). Precisamos focar neste jogo primeiro."

Marí jogou com Rodrigo Caio pela primeira vez em sua sexta partida com a camisa do Fla. Embora tenha tido uma falha técnica no segundo tempo, em lance no qual Nico López quase diminuiu o marcador, o espanhol teve uma atuação consistente.

"Não gosto de fazer comparações entre companheiros. Acredito que o Thuler fez grandes partidas e estava em um nível muito alto. O Rodrigo Caio voltou e já fez uma grandíssima partida. O mais importante foi o resultado positivo para a equipe, que venceu e manteve a competitividade elevada", disse Marí.

É possível que Jesus escale novamente a dupla para adquirir mais entrosamento diante do Ceará, às 19h (de Brasília), neste domingo (25), antes do jogo de volta contra o Inter, no Beira-Rio, na próxima quarta (28).

NÚMEROS DEFENSIVOS DO FLAMENGO CONTRA O INTER

  • Gols sofridos: 0 (pela segunda vez sob o comando de Jesus)
  • Desarmes certos: 26 (94% de aproveitamento)
  • Interceptações certas: 4 (100% de aproveitamento)
  • Rebatidas: 19
  • Chances reais do Internacional: 1
  • Disputas aéreas vencidas: 21 (contra 15 do Internacional)
  • Contra-ataques para o Internacional: 0

Mais Futebol