Topo

Futebol


Cartões fazem São Paulo repetir 2018 e ter 'dupla de três' na zaga

21/08/2019 08h00

Quando liderava o Brasileirão do ano passado, o São Paulo tinha como um de seus maiores trunfos o revezamento de zagueiros promovido pelo técnico Diego Aguirre: Arboleda, Bruno Alves e Anderson Martins formavam diferentes duplas defensivas e mantinham o bom rendimento. Agora, mais por necessidade do que por opção, o cenário tem se repetido. A dupla que enfrentará o Athletico-PR às 19h15 desta quarta, na Arena da Baixada, será a terceira diferente nos últimos três jogos.

Como Bruno Alves está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, jogarão Arboleda e Anderson Martins. Na vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, no último domingo, jogaram Bruno Alves e Anderson Martins, já que Arboleda foi quem cumpriu suspensão. Até o triunfo por 3 a 2 sobre o Santos, vinham jogando Bruno Alves e Arboleda, os dois titulares do "time ideal" de Cuca. O São Paulo só sofreu mais gols do que o Corinthians no Brasileirão (nove contra oito).

- Ano passado a gente já teve essa variação. Alguns jogos estávamos eu e Arboleda, em outros estávamos eu e o Bruno. O importante é estar preparado para ajudar a equipe. Temos grandes jogadores. Não só o Arboleda e o Bruno, mas o Walce também é um grande jogador. A preparação tem que ser diária e continuar assim para que a gente consiga nossos objetivos - disse Anderson Martins.

O revezamento deste ano tem sido menor por causa do ótimo momento vivido por Bruno Alves. Ele foi titular em todos os 19 jogos de Cuca à frente do São Paulo até aqui e só deixará a equipe agora devido à suspensão.

A dupla com Arboleda é a mais frequente deste Brasileirão: foi utilizada sete vezes, com cinco gols sofridos. Anderson Martins e Bruno Alves atuaram juntos cinco vezes como titulares e mais uma no decorrer do jogo contra o Goiás, após Arboleda se machucar. Com eles em campo, foram quatro gols sofridos. Já Bruno Alves e Walce formaram dupla duas vezes como titulares e uma durante o jogo contra o Flamengo, após Anderson Martins sair. Não sofreram gols.

Mais Futebol