Topo

Futebol


Matar a saudade: Guerrero revisita a Arena Corinthians e encontra Tite

20/06/2019 08h00

Maior artilheiro estrangeiro da história do Corinthians, com 54 gols, o atacante Paolo Guerrero voltará a encontrar a equipe. Mais do que isso. Contra a Seleção Brasileira, no próximo sábado, às 16h (de Brasília), pela Copa América, o jogador ficará frente a frente com o técnico Tite, com quem trabalhou em mais de 80 partidas.

Depois de ser decisivo para o Peru despachar a Bolívia no Maracanã, Guerrero voltará a outro lugar bem conhecido por ele. Na Arena, ele marcou 15 gols em 27 jogos e é o quarto que mais balançou as redes do estádio. Com a equipe corintiana, o camisa 9 fez, no total, 130 jogos, 54 gols e deu 13 assistências. Além disso, de 2012 a 2015, o peruano foi campeão do Mundial de Clubes em 2012, quando fez o gol diante do Chelsea, além do Paulista e da Recopa Sul-Americana em 2013.

- Vai ser muito bom matar a saudade e voltar a jogar na Arena. Já joguei muitas vezes lá. Eu tenho muito carinho pela torcida do Corinthians. É uma equipe difícil, uma partida difícil. Mesmo sem Neymar o Brasil tem jogadores de alto nível. Vamos nos preparar - disse Guerrero após a vitória por 3 a 1 contra a Bolívia na última terça-feira.

Ao lado do técnico Tite, foram 81 jogos, com 41 vitórias, 27 empates e 13 derrotas. Nesse período, Paolo Guerrero marcou 36 gols. Esta será a terceira vez que jogador e treinador se enfrentam. Nas duas últimas vezes, melhor para Tite, que venceu no comando do Corinthians e da Seleção Brasileira.

- Nós temos que fazer o nosso jogo. Recado para Tite, não põe um cara para me seguir o tempo todo, né (risos)? Pô, professor, faça o seu jogo normal, não bota um cara aí para correr atrás. Vai ser um jogo importante, bonito. A gente quer ganhar, lógico. Vamos fazer tudo, descansar, assistir ao jogo, ver o Brasil. Tomara que a gente ganhe, porque precisamos classificar - disse.

Empatados em pontos, Brasil e Peru se enfrentam no próximo sábado para definir as vagas às quartas de final da Copa América. No outro jogo do Grupo A, a Venezuela encara a Bolívia, no mesmo dia e horário.

Futebol