PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Na história dos goleiros do Botafogo, Jefferson ocupa qual posição?

Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Imagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

24/11/2018 06h40

Em número de jogos, os 459 que alcançará nesta segunda-feira colocam Jefferson como o segundo na lista dos que mais vestiram a camisa do Botafogo. À frente dele somente Garrinha e Nilton Santos. Mas o camisa 1 que está se despedindo da rotina futebolística entrou também para a galeria dos maiores goleiros alvinegros. Manga, Wendell, Paulo Sérgio, Ricardo Cruz, Willian Bacana e Wagner. Uns com passagens pela Seleção Brasileira, outros com mais tempo de auge ou títulos pelo Glorioso. E para você, em que posição coloca Jefferson?

"O Jefferson, numa escala dos grandes goleiros do Botafogo, está atrás do Manga, que, para mim, foi o principal. O Jefferson, pelo potencial, fica em segundo. Lembrando que os goleiros do clube que foram para a Seleção são o Manga, o Wendell, o Jefferson e eu. Mas, nessa escala, o Jefferson, por tudo que fez, merece todas as homenagens. Afinal, salvou o time em diversas oportunidades e é referencia para esses goleiros da atualidade. Mais do que merecida essa homenagem", afirma Paulo Sérgio, ao LANCE!, que defendeu a meta alvinegra entre 1980 e 1985.

Manga, citado por Paulo Sérgio, foi goleiro do clube de 1959 a 1968, levou troféus estaduais, um nacional e um internacional. Foi titular na Copa do Mundo de 1966; Wendell defendeu a meta alvinegra de 1971 a 1977. Lesionou-se às vésperas da Copa do Mundo de 1974; Ricardo Cruz, que esteve no Alvinegro entre 1988 e 1992, era o titular no emblemático título estadual de 1989.

"Houve grandes goleiros que eu nem vi jogar, mas o Jefferson está entre os melhores, pelas conquistas que teve pelo clube. É um goleiro de alto nível. Está na galeria dos grandes, perto do topo, sem a menor dúvida. As homenagens são justas", comenta Ricardo Cruz, também ao L!.

Willian Bacana foi o camisa 1 na conquista da Copa Conmebol de 1993 e foi profissional do Glorioso de 1988 a 1993; outro goleiro histórico para o Botafogo é Wagner, titular na conquista do Campeonato Brasileiro de 1995 e esteve vinculado ao clube de 1993 a 2002.

O próprio Jefferson também já foi questionado. Em entrevista a este mesmo L! no último mês de abril, ele admitiu crer que está entre os três maiores goleiros da história alvinegra.

"Acredito que não sou o maior goleiro do Botafogo. Já passaram muitos por aqui. Teve Manga, Wagner, que foi o único campeão brasileiro e é pouco falado e enaltecido por aqui, acredito eu... eu tenho uma história diferente e muito bonita. Estou caminhando para ser o terceiro jogador que mais vestiu a camisa do clube, além de ser o recordista no gol. Não me considero o melhor, mas estou no top 3, no pódio. Isso que é importante, poder deixar a história, um legado para os filhos, netos. Isso é lindo", disse à época.

Esporte