PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Procura a torcedor, indiferença: como Verdão lidou com falso gol do Grêmio

22/11/2018 01h26

Logo depois do golaço de Dudu, o terceiro da vitória por 4 a 0 sobre o América-MG, aos 32 minutos do segundo tempo, boa parte dos mais de 39 mil pagantes presentes no Allianz Parque nesta quarta-feira vibrou. Correu a informação de um gol do Grêmio, que empataria com o Flamengo e já garantiria o título brasileiro ao Verdão. A informação falsa atingiu até os jogadores.

Os reservas pararam com a atividade física para vibrar com torcedores. O técnico Luiz Felipe Scolari virou-se para as arquibancadas para questionar se estava mesmo 1 a 1 no Maracanã, o jogo que terminou 2 a 0 para o Flamengo. Até alguns que estavam em campo viraram-se à torcida tentando confirmar o empate que nunca ocorreu.

- Procuramos saber quanto estava o outro jogo. Falaram uma hora que estava 1 a 0, depois falaram que estava 1 a 1. Até perguntei para um torcedor se era verdade e ele falou que era. Infelizmente, não foi. Mas valeu o nosso resultado, disposição e empenho. Não ganhamos nada ainda. É tentar uma vitória no próximo jogo. Dependemos só de nós e lutamos muito para manter essa distância de cinco pontos, que é muito boa - comentou Lucas Lima.

- O placar já estava 3 a 0. Se estivesse 0 a 0, acredito que não estaríamos tão preocupados de perguntar ou saber o resultado. Faz parte. Estávamos vencendo bem, é normal perguntar, olhar para o banco. Com a reação do torcedor, vibramos dentro de campo, mas o mais importante é que fizemos a nossa parte. Vencemos bem, fomos merecedores da vitória. Agora é se preparar para mais uma decisão no Rio de Janeiro - falou Willian.

A maioria dos jogadores que atenderam os jornalistas no Allianz Parque minimizaram a reação após esse falso gol do Grêmio. O discurso padrão foi de valorização dos cinco pontos de vantagem para o Flamengo, vice-líder, o que faz o Verdão depender somente de si para conquistar o Brasileiro, seja somando dois pontos nas duas rodadas que faltam ou já garantindo o troféu no domingo, vencendo o Vasco, em São Januário.

- A torcida comemorou, mas nós, jogadores, somos cientes de que não podemos nos levar pelo outro jogo. Temos de manter a tranquilidade e a calma para fazer o nosso trabalho, porque só dependemos de nós. Vimos a manifestação da torcida, mas sabemos que não é isso que vai nos dar o título. O resultado lá poderia nos dar o título, mas dependemos só de nós, é manter a calma e focar para um grande jogo no domingo - disse Bruno Henrique.

- Na verdade, vi a torcida comemorando. Mas estava dentro do campo e nem dei muita atenção. É manter a tranquilidade, fazer o que estamos fazendo e, se Deus quiser, vamos conquistar o título - completou Dudu.

Esporte