PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chapecoense é fulminante, ganha do Sport e empurra adversário pro Z4

22/11/2018 22h54

A força da Arena Condá e uma noite de alta efetividade logo no início do jogo foram triviais para que a Chapecoense, recebendo o Sport pela 36ª Rodada do Campeonato Brasileiro, ganhasse por 2 a 1 e conseguisse deixar a zona de rebaixamento.

Os três pontos colocam a equipe de Santa Catarina em 16° colocado com 40 pontos ganhos, imediatamente acima do time pernambucano que, agora, é o primeiro time dentro do temido Z4 com 38 unidades.

Melhor começo impossível!

Logo aos dois minutos de jogo, a Chape teve a oportunidade de abrir a conta quando Leandro Pereira tentou o cruzamento e o zagueiro Ernando tocando com a mão na bola dentro da área, pênalti marcado. Na cobrança, Leandro foi preciso ao bater no meio do gol e fazer o torcedor na Arena Condá fazer a festa em Chapecó. Ao sete, o mesmo Leandro Pereira subiu bem no meio da zaga pernambucana e tocou de cabeça pro fundo da meta de Mailson.

Leão tenta "sair das cordas" e dá espaços

Meio zonzo com o começo fulminante dos anfitriões, o Sport aos poucos conseguiu se assentar e buscar jogadas de lado apostando principalmente em Michel Bastos pela esquerda, mas sofria para finalizar. Além disso, a distância nas linhas de meio-campo e defesa seguia prejudicando a marcação do time nordestino, fazendo com que cada contra-ataque da Chapecoense se tornasse lance de perigo.

Douglas de um lado, Mailson do outro

Na parte final do primeiro tempo, as duas equipes tiveram oportunidades claras de marcar, mas o imponderável apareceu de última hora. Enquanto o zagueiro Douglas evitou gol certo do Leão da Ilha em chute forte de Mateus Gonçalves, por parte do Verdão do Oeste Amaral cabeceou forte e não fez o terceiro porque o arqueiro do Sport se esticou todo e fez uma linda defesa com a mão esquerda.

Filme repetido

Os primeiros minutos após a volta do intervalo tiveram o mesmo desenho do que foi a "tônica" da etapa inicial. Enquanto era o Sport que tinha a bola nos pés e se esforçava para encontrar espaços na criação de jogadas, a Chape observava seu oponente e saía nos contra-ataques aproveitando justamente os espaços deixados pelos pernambucanos. Foi assim que Elicarlos se infiltrou bem na área e chutou para uma excelente intervenção de Mailson com o pé esquerdo.

Respira, Leão!

Mesmo sem merecer tanto, um lance fortuito de ataque do Sport acabou resultando no tento que diminuiu a desvantagem no marcador. Em chute perto da pequena área de Michel Bastos, a bola bateu na trave, nas costas do goleiro Jandrei e balançou as redes na Arena Condá.

Foi pro desespero

Na base da velocidade, bolas aéreas e as entradas de Matheus Peixoto e Marlone, a equipe visitante bem que tentou avançar o máximo possível suas linhas e praticamente "se atirar" pro ataque visando o empate. Apesar de oportunidade interessante criada em testada de Hernane, o Leão da Ilha não conseguiu esquentar os minutos finais como gostaria e o marcador não mais se alterou.

FICHA TÉCNICA

?CHAPECOENSE 2 X 1 SPORT

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)

Data-Hora: 22/11/2018 - 21 h

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (CBF-RS)

Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (FIFA-GO) e Jorge Eduardo Bernardi (CBF-RS)

Público e Renda: 12.384 pessoas - R$ 187.190,00

?Cartões amarelos: Diego Torres (CHA)

Cartões vermelhos: -

Gols: Leandro Pereira (3' e 7'/1°T), Michel Bastos (22'/2°T)

?

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Alan Ruschel (Roberto, aos 15'/2°T); Márcio Araújo, Amaral, Canteros e Diego Torres (Elicarlos, aos 12'/2°T); Wellington Paulista e Leandro Pereira (Bruno Silva, aos 25'/2°T). Técnico: Claudinei Oliveira.

SPORT: Mailson; Claudio Winck (Andrigo, no intervalo), Ernando, Adryelson e Ronaldo Alves; Marcão (Matheus Peixoto, aos 29'/2°T), Jair, Michel Bastos, Gabriel e Mateus Gonçalves (Marlone, aos 36'/2°T); Hernane. Técnico: Milton Mendes.

Esporte