PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fagner iguala sua melhor marca de assistências em um Brasileiro

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Imagem: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

21/11/2018 09h57

O cruzamento de Fagner que resultou no gol de Mateus Vital não só contribuiu para a importante vitória por 1 a 0 do Corinthians sobre o Vasco, no último sábado. Para o lateral direito, foi a quarta assistência no Brasileirão, igualando a marca de 2016, seu principal desempenho no quesito no campeonato de pontos corridos.

"Era um jogo que precisávamos ganhar e conseguimos o resultado. Fico feliz de ter ajudado, mérito dos companheiros e de todos que se doaram muito. É importante, além de fazer o papel na marcação, também poder ajudar lá na frente. É uma marca que espero aumentar para que a equipe possa sair com as vitórias nestas rodadas que faltam", disse Fagner.

"É algo que acontece naturalmente. A gente trabalha para ajudar a equipe da melhor maneira, seja na frente, atrás, com desarme ou passe para gol. Não é algo que traço como objetivo, mas sim como desempenho para diretamente ajudar a nossa equipe. É o que venho buscando e tentando melhorar cada vez mais", acrescentou o lateral.

Fagner, por outro lado, ainda busca seu primeiro gol nesta temporada. A última vez que o lateral balançou a rede foi em maio de 2016, mas ele explicou por que o jejum não o incomoda.

"Gol é legal, é bom, mas não me incomoda se não acontece. O importante é a equipe ter bons resultados e quando você tem uma atuação boa, consequentemente ajuda o time todo. Isso me deixa satisfeito e feliz, sendo gols e assistências consequências", afirmou.

Um dos líderes do elenco, Fagner sabe que o desempenho do Corinthians ficou abaixo do esperado neste Brasileirão. Ele projetou os últimos três jogos do campeonato, a começar pelo duelo desta quarta-feira, diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada.

"A vitória (sobre o Vasco) nos dá certa tranquilidade, deixando quase em zero o risco de rebaixamento. Nos deixa mais tranquilos, mas é uma situação que não agrada a ninguém, ainda mais em um clube grande como o Corinthians. A ideia aqui é sempre disputar títulos, como posições melhores na tabela, como foi no Paulista, na Libertadores e na Copa do Brasil. Temos ainda mais três rodadas para melhorar a nossa posição na tabela e terminar o ano com dignidade e aí sim passar a pensar em 2019, para que seja melhor do que foi 2018", projetou Fagner.

O Corinthians está em 12º lugar do Brasileirão com 43 pontos. Ainda não está livre do risco de rebaixamento, mas tem chances mínimas de cair. Em relação à disputa por uma vaga na próxima Sul-Americana, a equipe tem quatro pontos de "gordura" no atual cenário da tabela.

Esporte