Topo

Esporte


Atacante afirma que juiz prometeu dois pênaltis para a Suécia no vestiário

Suécia venceu a Turquia por 1 a 0, com gol de pênalti de Granqvist - Murad Sezer/Reuters
Suécia venceu a Turquia por 1 a 0, com gol de pênalti de Granqvist Imagem: Murad Sezer/Reuters

19/11/2018 16h12

A Suécia venceu a Turquia, por 1 a 0, no último sábado (17), e rebaixou a equipe adversária na Liga das Nações. A partida, porém, se tornou uma grande polêmica depois que o atacante sueco Marcus Berg afirmou que, no intervalo, ao se queixar com árbitro, o romeno István Kovács, sobre um pênalti não marcado, ele o prometeu duas penalidades para a Suécia no segundo tempo.

"No intervalo fui falar com o árbitro para protestar por um pênalti que me fizeram e que não foi marcado. Nos sentamos no vestiário, eu passei meu ponto de vista e ele me fez uma promessa: 'Vou ver as imagens e se for comprovado o que você falou, eu do dois pênaltis no segundo tempo'", disse Berg, em entrevista ao jornal sueco Aftonbladet.

No segundo tempo da partida, a Suécia fez o gol da vitória, após um pênalti convertido por Granqvist. A Federação Turca já trabalha, segundo a imprensa local, para pedir a suspensão da partida, por conta das declarações feitas pelo atacante sueco.

A vitória sueca rebaixou a Turquia para a Divisão C da Liga das Nações e deu chances de classificação para a Suécia. Nesta terça-feira, os suecos vão receber a Rússia, em Estocolmo, às 17h45.

Esporte