PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Presidente da Federação Jamaicana admite que Usain Bolt pode ser convocado

Jamaicano foi ao Central Coast Mariners para passar por testes - Andrew Murray / AFP
Jamaicano foi ao Central Coast Mariners para passar por testes Imagem: Andrew Murray / AFP

31/10/2018 19h54

O presidente da Associação Jamaicana de Futebol, Michael Ricketts, disse estar frustrado por Usain  Bolt não ter assinado contrato com um time do país. O ex-corredor encerrou um período de treinamento no time australiano Central Coast Mariners, no qual participou de alguns jogos amistosos.

O dirigente explicou que a presença de Bolt no futebol de seu país poderia ajudá-lo a ser convocado para a seleção da Jamaica.

"Estou um pouco desapontado por Usain não ter assinado com um clube jamaicano. Isso nos daria a chance de ver muito mais dele. Se ele mostrar que ele é bom o suficiente para fazer parte da seleção jamaicana, então ele será convocado, mas estamos seguindo seu progresso - estamos o acompanhando de perto. O técnico irá tomar uma decisão, mas ele amaria vê-lo em uma séria, real situação de jogo", disse o cartola, em entrevista à ESPN.

"Estamos esperançosos, porque Usain certamente arrastaria uma multidão. Se ele aparecer em um uniforme da seleção jamaicana, então muitas pessoas iriam querem voltar sua atenção e assistir a Usain Bolt jogando futebol", completou.

Bolt rejeitou uma oferta do Valletta FC, de Malta, que disputou a fase prévia da Liga dos Campeões. Agora, ele é um agente livre e pode assinar com qualquer clube.

Esporte