PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Seguranças de Palmeiras e Cruzeiro têm discussão; clube mineiro fará BO

30/09/2018 14h42

Após o jogo terminar no Pacaembu, houve uma confusão entre seguranças de Palmeiras e Cruzeiro na entrada do vestiário visitante. De acordo com a versão do clube mineiro, o problema começou por conta dos funcionários alviverdes, e por isso a diretoria celeste fará um boletim de ocorrência.

- Começou comigo e com o Benecy (Queiroz, supervisor administrativo do Cruzeiro). Quando estávamos no meio do corredor veio um segurança do Palmeiras dizendo que não poderíamos descer, e começou a falar um monte de coisas. Os torcedores viram e falaram mais coisas. O cara começou a falar na nossa orelha - afirmou, Marcelo Djian, diretor de futebol do Cruzeiro.

- Quando chegamos no vestiário, o segurança, não contente, chamou o supervisor. Esse segurança que estava nos acompanhando, chutou o Hugão (segurança do Cruzeiro). Vamos agora na delegacia fazer um boletim de ocorrência. Por causa de um segurança despreparado, aconteceu toda a confusão - acrescentou.

?

Os relatos são de que a discussão começou no trajeto das arquibancadas ao vestiário e tornou-se mais intenso na parte interna do estádio. Os ânimos foram acalmados minutos depois de uma movimentação intensa na área onde acontece a zona mista do time visitante no Pacaembu.

Nesta semana, Palmeiras e Cruzeiro já tinham tido problemas, mas entre seus jogadores. Após a partida no Mineirão, os dois times entraram em confronto, que gerou as expulsões de Mayke, Diogo Barbosa e Sassá. O atacante celeste, que acertou um soco no lateral-direito, nem foi a São Paulo (SP).

O jogo deste domingo ocorreu sem grandes problemas até o fim da partida, quando os cruzeirenses passaram a se irritar diante de algumas jogadas feitas por Deyverson. Desta vez, ninguém foi expulso.

Esporte