PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Copa do Mundo ampliada": apresentado no Fla, Dorival estreia neste sábado

Novo técnico foi apresentado na concentração da equipe em Salvador, na Bahia - Divulgação/Flamengo
Novo técnico foi apresentado na concentração da equipe em Salvador, na Bahia Imagem: Divulgação/Flamengo

29/09/2018 10h47

Em momento de instabilidade após a eliminação na Copa do Brasil, o Flamengo voltou ao ponto de partida da gestão Eduardo Bandeira de Mello e devolveu o comando do time a Dorival Junior. Apresentado na manhã deste sábado no hotel onde está a delegação rubro-negra em Salvador, o técnico se mostrou satisfeito com o legado deixado por Maurício Barbieri e garantiu que estará no comando da equipe na partida contra o Bahia, que acontece às 21h, na Fonte Nova, dando início ao contrato que termina no final do ano.

"Vim consciente de que nessas 12 partidas teremos uma Copa do Mundo ampliada. Espero contribuir com tudo aquilo que preparamos e vivenciamos ao longo dos anos. Chegamos em um momento importante para o clube e será fundamental termos a postura de um time que precisa de resultados. Me sinto preparado para um momento desse. Com certeza tentarei fazer o máximo possível para o Flamengo chegar aos seus objetivos", disse o treinador em sua apresentação.

Junto com o auxiliar Lucas Silvestre e e o analista de desempenho Leonardo Porto, Dorival reencontra o Flamengo melhor estruturado, inclusive financeiramente, mas abalado pelo desempenho frustrante na Libertadores e na Copa do Brasil. A primeira passagem do técnico pelo clube da Gávea foi em 2012, ainda na gestão de Patricia Amorim.

Dorival Júnior no Flamengo - Divulgação/Flamengo - Divulgação/Flamengo
Contrato de Dorival é válido somente até dezembro de 2018
Imagem: Divulgação/Flamengo

"Para mim é uma satisfação poder estar voltando ao Flamengo. Primeiro com muito respeito e reconhecimento ao trabalho do Maurício. Um trabalho de um profissional que eu não tenho dúvidas de que em pouco tempo e estará brilhando pelas qualidades que tem e por tudo aquilo que deixou no clube (...) Iniciei esse trabalho com a diretoria que aqui está e confio que poderei finalizar nesse momento com possibilidade real de ajudar."

A chegada do treinador foi movida por um grande esforço do vice-presidente de futebol Ricardo Lomba, que embora tenha encontrado resistência entre membros do clube, conseguiu estabelecer um cenário de mudança. Enaltecendo as características de Dorival, o gestor disse que o técnico tem capacidade para ajudar o time a obter uma grande conquista nesta temporada: "A gente traz um treinador experiente que a gente confia e acredita demais. Estamos certos que podemos levar sob as mãos do Dorival o Flamengo a conquistas. Iniciamos um novo período nesses últimos 12 jogos do Brasileiro e esperamos que seja vitorioso e de conquistas, que o Flamengo e a sua torcida merecem. Esperamos chegar no fim do ano com muito sucesso comemorando o título do Brasileiro".

Presente na coletiva de apresentação ao lado de Ricardo Lomba e Dorival, o diretor de futebol Carlos Noval também se mostrou otimista com a chegada do técnico: "Dorival dispensa apresentações. Estamos felizes de contar com a presença. Boa sorte e que seja muito bem-vindo, que consigamos, juntos, levar o Fla ao título. Agradecemos a presença e vamos juntos levar o Flamengo a grandes conquistas"

Por ainda não ter vivenciado um encontro com os jogadores, havia a expectativa de que Dorival nem sequer ficasse no banco durante a partida entre Bahia e Flamengo, que acontece neste sábado. Entretanto, o novo comandante rubro-negro afirmou que não há motivo para estar acompanhando a partida da arquibancada e disse que estará a beira do gramado em busca de correções.

"Não tem problema, não. Vou ficar na beira do campo. Não teria motivo para ficar na arquibancada. É uma situação que foge um pouco de uma normalidade, mas não tenho receio de enfrentar. É importante a presença do treinador. Não importa se terei pouco contato com jogadores. Ali dentro, posso auxiliar, estar ligado nos movimentos. E, de repente, buscar correções naturalmente."

Confira outros assuntos abordados na apresentação de Dorival ao Flamengo:

Grandes mudanças

"Não vou tentar mudar nada. Naturalmente buscando algumas correções, mas intensificando aquilo que tenho visto e, tentando, em um primeiro momento, com posicionamento e conversas com jogadores, buscarmos uma mudança de postura e esquecendo o que aconteceu no meio de semana. Foi desgastante, o grupo sente. Mas é o momento de inverter esse processo e focar nesses 12 jogos."

Surpresa por convite

"É uma situação que respeito muito e jamais vou interferir. Agradeço a confiança da diretoria. Eu venho para 12 jogos, mas pensando em que posso ser útil. Me sinto completo em todos os aspectos como profissional. Nunca escolhi trabalho, nunca tive receio de desafios. Peguei equipes em situação muito complicada em competições. Vivi uma situação um pouco desconfortável com problema de saúde da minha esposa e imaginei que não voltaria ao futebol até o final do ano (...) O Flamengo está forte, preparado e inteiro dentro de uma competição que ainda pode ser alcançada. O nosso foco tem que ser em cima da partida de hoje, porque ela será fundamental para as nossas pretensões."

Esporte