PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lampejos preciosos que fazem a diferença na caminhada do Vasco

Ale Cabral/AGIF
Imagem: Ale Cabral/AGIF

28/09/2018 08h00

Antes com quatro derrotas seguidas, o Vasco já está há três jogos sem perder. Em um momento delicado do Campeonato Brasileiro, com a briga contra o rebaixamento, esta fase cruz-maltina tem de ser comemorada e, com mais trabalho, intensificada para que a equipe deixe de vez a luta contra os quatro últimos para passar a disputar na primeira parte da tabela. Esta recuperação vem sendo possível graças a lampejos preciosos que estão fazendo a diferença na caminhada do Vasco, vista mais uma vez no empate contra o Santos, na última quinta-feira.

O primeiro tempo no clássico com o Flamengo, o segundo tempo contra o Santos, são exemplos de desempenhos do Vasco que precisam ser seguidos em outras oportunidades pelo elenco nesta reta final do Campeonato Brasileiro. O técnico Alberto Valentim vem tentando encontrar formas de dar um equilíbrio maior aos seus jogadores, mas esbarra em problemas os quais não tem culpa, como as inúmeras suspensões e lesões. Depois de um momento de pressão, o ambiente mais tranquilo de agora faz com que o treinador tenha condições de ampliar o alcance do time.

Tudo bem que o jogo no Pacaembu não foi daqueles que fazem você falar que valeu a compra do ingresso, mas para a situação do Vasco na temporada, dentro das condições existentes, o ponto conquistado fora de casa é importante. Andrés Rios, que vem na sombra de Maxi López - que não jogou contra o Santos por suspensão do terceiro cartão amarelo -, voltou a mostrar serviço em uma sequência - dois gols em três jogos, vice-artilheiro cruz-maltino em 2018 com 12 gols -, e seguindo desta forma, merece o contrato renovado ao fim deste ano.

"Hoje nós jogamos futebol também. Contra o Santos é muito difícil. Foi de igual para igual. No primeiro tempo eles foram melhores, e no segundo fomos nós. Posse parecida, mais finalizações... Gostei muito do time. Além de se entregarem, jogamos futebol também", comemorou o técnico Alberto Valentim em entrevista coletiva após a partida diante do Santos, no Pacaembu, exaltando o fato de o Vasco ter feito um jogo equilibrado contra um difícil adversário fora de casa, onde o Cruz-Maltino ainda não venceu na competição.

Levando em consideração que o ponto contra o Santos era inesperado, o Vasco seguirá a sua caminhada na segunda-feira, contra o Paraná, em Curitiba. Os jogadores seguem em São Paulo até domingo em concentração total, viajando para a cidade paranaense no mesmo dia e retornando ao Rio de Janeiro somente na terça-feira. Além do Paraná, a sequência de partidas no Brasileiro ainda conta com Botafogo, Cruzeiro e Sport. Não é momento de ganhar de goleada e sim de pontuar. Se não for na técnica, os lampejos devem seguir preciosos por um fim de ano melhor.

Esporte