PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Site revela empresário oferecendo dinheiro para sócio do Santos votar pelo impeachment de Peres

26/09/2018 12h30

Um novo fato polêmico explodiu no Santos na manhã desta quarta-feira. Em material obtido pelo site Globoesporte.com, o empresário de jogadores Henrique Oliveira foi filmado enquanto oferecia dinheiro, camisas e ingressos de camarote para um sócio do Santos votar a favor do impeachment do presidente do clube, José Carlos Peres, no próximo sábado. O vídeo foi gravado pelo próprio sócio, com uma câmera GoPro, e o episódio ocorreu na última sexta-feira, em ação que durou cerca de cinco minutos, perto da Vila Belmiro.

O fato nasceu por conta de o sócio, de nome não revelado, estar inadimplente com o Santos. Dado este cenário, Henrique se ofereceu para pagar a dívida (de R$ 243) em troca do voto contra José Carlos Peres. Ficando novamente com as contas em dia, o sócio teria direito a voto na Assembleia Geral de sócios no dia 29 de setembro, na Vila Belmiro, quando ocorrerá a sessão do impeachment de Peres. O sócio e o empresário, então, se encontraram para selar esta costura.

O encontro foi precedido de uma negociação pelo Whatsapp e as partes foram apresentadas por um amigo em comum, também associado e em dívida com o clube. Pelo aplicativo, o empresário, que trabalha para a agência Art Sports, se apresentou como "Henrique das Carteirinhas" e perguntou como estava a situação do sócio, em seguida dando orientações a ele:

- Depois você vai lá fora e te dou o dinheiro para pagar.

No encontro, Henrique Oliveira deu R$ 250 ao sócio, que estava gravando a conversa, e pediu a nota comprovando o pagamento ao Santos. O sócio, então, dirigiu-se até a tesouraria da Vila Belmiro, onde pagou R$ 243 e recebeu R$ 7 de troco, estes repassados a Henrique Oliveira minutos depois, juntamente com a nota solicitada. No fim, Henrique ainda comentou:

- Nós vai ganhar (sic) (para tirar Peres). Depois, quando precisar de camisa, qualquer coisa, ver jogo no camarote, me fala [...] Nós temos que tirar eles só. Tirando eles, o que precisar.

Ao Globoesporte.com, Henrique Oliveira confirmou que pagou a dívida deste sócio e que, no total, "ajudou" cinco pessoas. Porém, disse que "estava brincando" sobre camisas do time e ingressos para camarote, porque "não tem acesso a nada". Henrique Oliveira afirmou ainda que agiu sozinho e que fez isso porque Peres "passou de todos os limites".

A aprovação do impeachment (ou reprovação) acontece por maioria simples. Só pode votar quem é sócio há mais de um ano e está adimplente. Na última eleição para presidente, com regras semelhantes, 5.676 sócios votaram.

O site também fez contato com José Carlos Peres, que classificou a situação como "revoltante". O vice Orlando Rollo, que pode assumir o Santos caso o impeachment seja aprovado, disse "não fazer ideia de quem Henrique seja".

O limite para quitação das dívidas antes da assembleia foi no último domingo.

O empresário Henrique Oliveira atualmente não agencia jogadores do Santos. Seu último atleta no clube foi o meia Thaciano, atualmente no Grêmio, que saiu do Peixe em junho de 2017. No entanto, em seu perfil no Instagram, o agente registrou duas reuniões no Santos. Na primeira foto, postada em 8 de março, o empresário coloca na legenda que conversou com Marcos Maturana, gerente das categorias de base do Peixe. Já na segunda foto, datada de 11 de maio, Henrique está com William Machado, ex-gerente técnico de futebol do clube.

Outra foto publicada por Henrique Oliveira em seu Instagram mostra que seu interesse nos bastidores do Santos vem desde o ano passado. Em 16 de dezembro de 2017, uma semana depois da eleição vencida pela chapa Peres/Rollo, Henrique publicou uma foto na qual aparece vestido com uma camiseta de campanha do ex-presidente Modesto Roma Júnior. Procurado pela reportagem, Modesto disse não conhecer Henrique e nem a empresa Art Sports. O diretor da Art Sports, Nilson Moura, afirmou que "a Art Sports não tem participação" no caso filmado e que "Henrique está afastado".

Esporte