PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dono do Chelsea, Abramovich cogita vender o clube por R$ 15,9 bilhões

Empresário russo, Romam Abramovich pode vender o Chelsea em breve - Dylan Martinez/Reuters
Empresário russo, Romam Abramovich pode vender o Chelsea em breve Imagem: Dylan Martinez/Reuters

25/09/2018 09h25

Dono do Chelsea, o russo Roman Abramovich considera vender o clube inglês. O time londrino é um dos mais bem avaliados no mercado e, segundo o 'Bloomberg', o russo já teria recusado uma proposta de 2,3 bilhões de libras (R$ 12,2 bilhões) e espera receber cerca de 3 bilhões de libras (R$ 15,9 bilhões).

Abramovich prefere esperar e avaliar a melhor oferta. O russo estaria assessorado por um grupo americano chamado Raine Group LLC. A empresa de Nova York vai ajudar o atual dono dos Blues na venda do clube.

Adorado pelos torcedores do Chelsea, o russo já não é visto em Londres desde que o governo do Reino Unido decidiu por não renovar o visto do empresário em março deste ano. A relação entre russos e britânicos deterioraram-se depois que Londres acusou Moscou de envenenar o ex-agente duplo Sergei Skripal na capital da Inglaterra.

Abramovich é um dos homens mais ricos da Rússia. Ele construiu sua fortuna na indústria do petróleo nos anos 90 e, posteriormente, comprou o Chelsea. 

O russo se tornou dono do Chelsea em 2003 e, desde então, elevou o patamar do time londrino. Desde que assumiu o clube, os Blues venceram uma Liga dos Campeões (2011/12), uma Liga Europa (2012/13) e cinco dos seis títulos da Premier League que detém.

Durante a gestão do russo, grandes jogadores foram contratados, tais como o atacante Didier Drogba, que viria a se tornar um dos maiores jogadores da história do clube, além do treinador José Mourinho, Eden Hazard e Willian.

Esporte