PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Além de Eduardo Baptista, quatro "cartolas" também deixaram o Sport

25/09/2018 11h50

O Sport não teve apenas a saída de Eduardo Baptista do comando técnico da equipe na última segunda-feira (24). Isso porque o vice-presidente de futebol, Guilherme Beltrão, além de Leonardo Lopes, Júlio Neto e Luciano Bivar Filho já não fazem parte do comando executivo do Leão da Ilha.

Dentre os "cartolas" que deixam o clube, a saída mais marcante é a do vice-presidente de futebol mediante as claras discordâncias de decisões existentes nas últimas medidas do Sport. Como, por exemplo, a reintegração de Michel Bastos e Fellipe Bastos após postagens consideradas como irônicas pela alta cúpula pernambucana ou mesmo cogitar Milton Mendes para o cargo vago de técnico.

A saída em massa demonstra claramente o momento conturbado em diversos setores do clube que, se não consegue os resultados dentro de campo que o tirem da zona de rebaixamento do Brasileirão, tampouco tem a capacidade de manter uma administração sóbria.

Além das diferentes forças políticas que entram em "rota de colisão", a questão financeira é bastante preocupante. Caso não consiga honrar os compromissos agendados para o próximo dia 5 de outubro, a equipe chegará a três meses de salários atrasados.

Esporte