PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Quem teve chance aproveitou: o saldo positivo do Bota, apesar da derrota

21/09/2018 07h30

O saldo para o Botafogo é positivo, por incrível que pareça. Leva para o Estádio Nilton Santos a possibilidade de vencer por 1 a 0 e avançar na Copa Sul-Americana - por mais que seja difícil o time não sofrer gols e siga com problemas para marcá-los. Porém, mais do que isso, a opção por poupar tantos jogadores gerou mais soluções do que problemas para a sequência da equipe no Campeonato Brasileiro.

O goleiro Diego falhou no segundo gol e Valencia precisou ser substituído logo no início da partida, após sentir dores na panturrilha direita. Mas Luis Ricardo, Gilson e Bochecha não comprometeram. Marcelo Benevenuto foi bem, assim como Rodrigo Pimpão e Brenner, que devem começar jogando contra o Vitória. A estratégia de Zé Ricardo, então, deu certo.

- Se tivéssemos tomado de 3 ou 4, estaríamos sendo crucificados. E se tivéssemos vencido, estariam enaltecendo a estratégia. Independentemente do resultado, importante é a convicção no que faz - afirmou o treinador, que, no Rio, havia afirmado que não iria privilegiar uma ou outra competição.

Contra o Rubro-Negro baiano, a equipe deverá ter Saulo, Marcinho, Carli e Moisés de volta, só na linha de defesa. No meio-campo, Bochecha deverá ser mantido, até porque Valencia (que iniciou como ponta-esquerda diante do Bahia) não deve se recuperar a tempo das fortes dores que sentiu na panturrilha direita - ele passa por exame na manhã desta sexta-feira.

O gol de Rodrigo Pimpão lhe credencia a brigar diretamente por uma vaga com Luiz Fernando e Erik, que fica novamente à disposição. E Brenner chegou mais perto de fazer um gol do que Kieza produziu nas últimas semanas.

Esporte