PUBLICIDADE
Topo

Esporte

LANCE! analisa os reforços do Vasco contratados após a Copa do Mundo

19/09/2018 08h00

Os reforços contratados neste segundo semestre pelo Vasco vieram com a responsabilidade de fazer com que a equipe evoluísse em campo. Ao todo, seis nomes acertaram após a Copa do Mundo da Rússia: Maxi López, Leandro Castan, Oswaldo Henríquez, Willian Maranhão, Lucas Kal e Vinícius Araújo. E o LANCE!, hoje, faz um balanço do grupo, analisando o desempenho de cada um.

Dentre os reforços, o que mais rendeu conforme às expectativas foi Maxi López. O atacante vem sendo decisivo ao longo dos oito jogos que já participou. Neste período, o Vasco marcou seis gols, porém, todos eles com a participação do argentino, que balançou as redes duas vezes e deu as assistências para os outros quatro - a última foi no sábado passado para o também argentino Andrés Ríos, no clássico com o Flamengo, em Brasília (DF).

Além de Maxi López, outro que agradou rapidamente os torcedores do Vasco foi Leandro Castan. O zagueiro conseguiu dar uma maior qualidade defensiva para a equipe, mesmo com o período fora por conta de recuperação de uma lesão. Foram três jogos com o defensor no Campeonato Brasileiro até agora, com três desarmes, uma defesa difícil e 18 rebatidas realizadas.

Os números são do LANCE! Footstats. Um dos reforços mais recentes contratados pelo Vasco, o volante Willian Maranhão tem apenas dois jogos pelo clube, mas já conquistou o espaço na equipe junto ao técnico Alberto Valentim por conta das boas atuações. Veloz, Maranhão se destaca em pouco perder a posse de bola (três vezes) e ainda não ter cometido faltas em campo.

Do grupo, apenas o zagueiro Lucas Kal ainda não estreou, ficando como opção no banco de reservas. O desempenho do defensor, por outro lado, vem sendo avaliado positivamente nos treinamentos, se sobressaindo nas atividades técnica e tática pela versatilidade em campo, além do controle de bola na reposição das jogadas. Segunda-feira, contra o Bahia, em São Januário, ele será de novo relacionado.

Confira nesta página números e análises de Maxi López, Leandro Castan, Oswaldo Henríquez, Willian Maranhão, Lucas Kal e Vinícius Araújo com a camisa do Vasco por dados do LANCE! Footstats!

MAXI LÓPEZ

8 jogos, 2 gols, 4 assistências, 21 finalizações, 1 drible, 6 rebatidas

SURPRESA O atacante argentino Maxi López surpreendeu positivamente no Vasco. Mesmo ainda em processo de adaptação e entrosamento no elenco, vem se tornando o principal nome da equipe neste segundo semestre. Além de ter participado de todos os gols em campo desde que chegou ao clube, é determinante ofensivamente, ajudando ainda na defesa.

LEANDRO CASTAN

3 jogos, 3 desarmes, 12 lançamentos, 3 perdas de posse e 3 passes errados

BUSCA SEQUÊNCIA A qualidade de Leandro Castan é incontestável. O que o atrapalhou desde que chegou a São Januário foi a de ainda não ter conseguido uma sequência na equipe devido a lesões. Recuperado, foi titular no clássico com o Flamengo e deu uma maior segurança defensiva para a equipe. A sua experiência será importante nesta reta final do Brasileiro.

WILLIAN MARANHÃO

2 jogos, 1 desarme, 3 perdas de posse, 1 virada de bola, 0 falta cometida

COM MORAL O volante Willian Maranhão foi um dos últimos a chegarem no Vasco, mas já com bastante moral junto ao técnico Alberto Valentim. Foi utilizado em duas oportunidades e uma peça fundamental para o meio de campo da equipe, dando um salto de qualidade na formação proposta em campo. De certa forma, também surpreendeu positivamente no Cruz-Maltino.

OSWALDO HENRÍQUEZ

2 jogos, 0 desarme, 2 viradas de bola, 20 rebatidas, 4 lançamentos

SEM SEQUÊNCIA Oswaldo Henríquez é outro zagueiro que chegou ao Vasco com status para contribuir de forma intensiva na resolução dos problemas defensivos do time. Entretanto, uma lesão o tirou de campo, e até agora ele segue sem estar à disposição do treinador. Quando se recuperar, a tendência é a de que seja utilizado até o retorno do experiente Breno.

VINÍCIUS ARAÚJO

5 jogos, 0 gol, 6 finalizações, 1 drible, 5 viradas de bola, 9 perdas de posse

FALTA REGULARIDADE Vinícius Araújo foi contratado para aumentar a qualidade do ataque do Vasco, mas ainda não conseguiu uma regularidade na equipe. A lesão que sofreu no período também atrapalhou no planejamento de uma sequência do atacante na equipe cruz-maltina. Com Andrés Rios voltando a render, a tendência é que fique na reserva quando estiver apto.

LUCAS KAL

O zagueiro já foi relacionado, mas ainda não entrou em campo pelo Vasco

NO AGUARDO DE UMA CHANCE Dos reforços contratados pelo Vasco após o período da Copa do Mundo, o zagueiro Lucas Kal foi o único que ainda não estreou, apesar de já ter sido relacionado pelo técnico Alberto Valentim. O jogador vem desempenhando bem ao longo dos treinamentos, sendo considerada uma agradável surpresa pela comissão técnica.

Esporte