PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Bruno Henrique nega marcação especial em Valdivia e pede cabeça no lugar

Bruno Henrique será o capitão do Palmeiras diante do Colo-Colo - ADRIANA SPACA/ESTADÃO CONTEÚDO
Bruno Henrique será o capitão do Palmeiras diante do Colo-Colo Imagem: ADRIANA SPACA/ESTADÃO CONTEÚDO

19/09/2018 12h56

Capitão do Palmeiras, Bruno Henrique foi o escolhido para falar com a imprensa em Santiago, nesta quarta-feira (19), véspera do duelo com o Colo-Colo, ida das quartas de final da Libertadores. E o volante ressaltou a estratégia pensada para parar Valdivia e não cair na provocação do experiente time chileno, que eliminou o Corinthians nas oitavas de final.

"Temos um sistema de jogo no qual o meia ofensivo é marcado pelo nosso volante central. Quando ele cair para o meu lado, eu marco. Se for para o lado do Thiago, ele marca. O Valdivia é um grande jogador, sabemos disso, já jogou no Palmeiras, mas a preocupação é com o time todo do Colo-Colo. Com os outros caindo por ali, temos de fazer uma marcação muito forte também", disse Bruno Henrique, avisando que nem o camisa 10 nem nenhum outro jogador da equipe chilena terá marcação especial.

"Não é só com alguns jogadores que precisamos ter preocupação, mas com o time todo do Colo-Colo. É uma grande equipe, está fazendo uma grande Libertadores. Não precisamos ter uma preocupação só com um jogador. Principalmente passando da zona ofensiva deles para a nossa zona defensiva, quando entrar essa bola, precisamos ter muita atenção para neutralizar a jogada deles", explicou.

Além da questão tática, o Palmeiras se prepara psicologicamente para a partida. No último jogo pela Libertadores, Felipe Melo foi expulso com três minutos de partida após uma dura entrada em adversário, o Palmeiras perdeu por 1 a 0 do Cerro Porteño no Allianz Parque e só se classificou porque venceu a ida, no Paraguai, por 2 a 0. Não é este cenário que o técnico Luiz Felipe Scolari pretende ver no Chile.

"É fundamental entrarmos nos jogos sabendo que podemos encontrar esse tipo de situação. Pode ter catimba de jogo e várias coisas que acontecem naturalmente na Libertadores. O Felipão já está trabalhando isso, para entrarmos totalmente focados e não perdermos a cabeça em nenhum momento, ficar 100% no jogo. Qualquer coisinha que pode acontecer pode ter um resultado ruim. Precisamos tomar bastante cuidado. Mas tenho certeza de que não teremos dificuldade com isso. Nosso time também é experiente, sabe jogar esse tipo de jogo. Com certeza, faremos um grande jogo", apostou Bruno Henrique, lembrando do jogo da expulsão de Felipe Melo.

"Dentro do contexto do último jogo, o time se fortaleceu muito jogando a partida toda com um a menos, de maneira inteligente. Dentro do que foi o jogo, crescemos bastante nesse aspecto. O Felipão já vem conversando com a gente sobre isso, mas tem coisas que pegamos como exemplo, não só neste jogo, mas em outros jogos também, quando tomamos um gol ou acontece alguma coisa. Sempre usamos as coisas para não cometer os mesmos erros. Vamos entrar muito focados, sabendo jogar este jogo".

Esporte