PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jean, Felipe Melo, Thiago Santos: os candidatos à vaga no meio do Palmeiras

JALES VALQUER/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: JALES VALQUER/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

26/10/2017 07h00

Alberto Valentim terá de fazer uma mudança no meio de campo do Palmeiras para o jogo de segunda, contra o Cruzeiro. Bruno Henrique recebeu o terceiro cartão amarelo durante a vitória sobre o Grêmio e precisará cumprir suspensão automática na 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico ainda não fez um esboço da escalação para a próxima rodada, mas conta com três principais candidatos à vaga do camisa 19.

O líder nesta disputa é Jean. O camisa 2 era titular do meio-campo com Cuca, mas um desgaste muscular o fez perder espaço depois da troca de comando. Quando voltou a ficar em condições, Bruno já estava na equipe junto de Tchê Tchê e Moisés. Esta é a opção com estilo de jogo que mais se assemelha ao do atual titular.

No decorrer da partida de domingo, Thiago Santos foi quem entrou na vaga de Bruno Henrique, mas o camisa 21 está atrás na briga pela titularidade. Diferentemente dos que estão jogando, que tanto marcam quanto criam, o volante tem como ponto alto a parte defensiva, com menor participação ofensivamente. A tendência é de que ele siga no banco de reservas, como opção para a etapa final.

O outro candidato é Felipe Melo. Desde que Alberto assumiu interinamente, o camisa 30 entrou no segundo tempo da partida contra o Bahia, no lugar de Moisés. Nas duas partidas seguintes, ficou no banco de reservas, mas não acabou usado. Se Cuca no fim de sua passagem treinava o jogador como zagueiro, o atual comandante não demonstra intenção de manter este plano. Ainda assim, Felipe só terá mais chances de começar jogando, caso Jean tenha algum problema físico, o que neste momento não é o caso, já que o camisa 2 tem trabalhado sem limitações na Academia de Futebol.

Arouca está ainda readquirindo sua forma física ideal e não tem condições de jogar 90 minutos. Já Raphael Veiga e Hyoran são jogadores com características diferentes, e neste momento Alberto Valentim tem deixado uma base bem definida de equipe.

O treinador terá mais quatro dias de treinamentos para definir a troca, mas o restante do time deve ser o mesmo que venceu no domingo, em Porto Alegre (RS). Desde que tornou-se interino, Alberto tem feito trocas apenas por lesão ou agora como este caso, por suspensão. O restante do time tem sido repetido.

Esporte