PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lazio usa camisa com rosto de Anne Frank após polêmica de sua torcida

25/10/2017 21h05

A Lazio venceu o Bologna nesta quarta-feira, fora de casa, por 2 a 1, e se manteve na terceira posição no Campeonato Italiano. O ótimo momento em campo ainda se confronta com o péssimo comportamento de sua torcida fora dele. Antes do duelo pelo Calcio, os jogadores entraram para o aquecimento com uma camisa com a foto de Anne Frank e a frase "Não ao antissemitismo". Contudo, os fãs que foram até Bolonha entoaram cantos fascistas na chegada ao estádio Renato Dall'ara, segundo o jornal "La Gazzetta dello Sport".

A ideia da Lazio veio após atitude de sua torcida durante a vitória por 3 a 0 sobre o Cagliari, no último domingo. Os fãs mais fanáticos colaram adesivos com o rosto de Anne Frank em uma montagem com a camisa da Roma, com o intuito de provocar os maiores rivais. O clube pediu desculpas pelo mau comportamento de seus torcedores e foi a uma sinagoga na capital italiana com os jogadores.

O caso gerou abertura de investigação por parte da Federação Italiana de Futebol com a Procuradoria de Roma. Na próxima rodada do Campeonato Italiano, todos os jogos terão um minuto de silêncio. Além disso, o público receberá um trecho do diário de Anne Frank.

Ainda nesta quarta-feira, a polícia italiana identificou 16 ultras da Lazio, entre eles menores de idade, como responsáveis pelo uso da imagem de Anne Frank, segundo informou a Agência "EFE". Os acusados aparecem em imagens feitas por câmeras de segurança do Estádio Olímpico, onde a equipe enfrentou o Cagliari no último domingo.

Anne Frank foi uma adolescente alemã, de origem judaica, vítima do Holocausto. A sua história e sua luta contra a perseguição de nazistas foi retratada no livro 'O Diário de Anne Frank', que se tornou base para várias peças de teatro e filmes ao longo dos anos. Ela morreu aos 15 anos no campo de concentração de Bergen-Belsen, em 1945.

Esporte