PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Marcos faz brinde à saúde e diz que teve medo de morrer em cirurgia

24/10/2017 15h09

Três meses após assustar os fãs ao realizar uma cirurgia no coração, o ex-goleiro Marcos passou mais de uma hora sorrindo e conversando com jornalistas e fãs no lançamento da cerveja 12, seu novo empreendimento. O pentacampeão festejou a boa recuperação e disse que está liberado para beber.

- Com moderação (risos). Felizmente eu descobri o problema em um exame de rotina, mas fiquei com um medo de morrer do caramba. Operar o coração? Falei: "Meu Deus, vou morrer". Depois da cirurgia, eu resolvi sair um pouco da toca mesmo. Eu descobri esse problema, estava em idade boa para fazer a cirurgia, aproveitei que os exames estavam todos bons, fui lá e fiz. Falei com a minha mãe, minha esposa, e fiz. Queria até fazer um brinde para o pessoal do Hospital São Luís do Morumbi, que descobriu o problema, e para o pessoal do HCor, que me operou. Já faz três meses da cirurgia, agora vida normal. Só não dá para dominar a bola no peito, porque ainda dói a cicatriz (risos) - contou.

Marcos foi diagnosticado com um prolapso da válvula mitral, um problema no qual a válvula que separa as câmaras superior e inferior do lado esquerdo do coração não fecha apropriadamente. Não foi uma cirurgia de urgência, e só tornou-se pública após o procedimento, a pedido de Marcos. Ele assume que não gosta muito dos holofotes.

- Estou tranquilão, sem glamour nenhum, graças a Deus. Estou curtindo a família, aproveitando alguns momentos que não tive enquanto jogava, cuidando do que construí ao longo da carreira. Eu sempre quis ser jogador de futebol, mas nunca quis ser famosão. E teve uma época, principalmente depois da Copa do Mundo, em que fiquei muito famoso e acabei perdendo um pouco da privacidade. Depois que parei, quis ficar um pouco afastado para viver uma vida normal. E não estou arrependido, não, a vida está boa.

Esporte