PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Alemanha sai na frente, mas Brasil vence de virada e vai à semifinal

22/10/2017 14h31

Invicto e com 100% de aproveitamento no Mundial no Sub-17, a Seleção Brasileira entrou em campo na tarde deste domingo para encarar a Alemanha. O duelo foi disputado no estádio Salt Lake, em Calcutá, na Índia.

Com o apoio da torcida brasileira e boa parte dos indianos, o Brasil não decepcionou os mais de 60 mil torcedores presentes no estádio e se classificou para as semifinal da competição, ao vencer a Alemanha de virada por 2 a 1. Essa foi a quinta vitória seguida em cinco jogos realizados no torneio.

Na próxima quarta-feira (25), o Brasil irá enfrentar a Inglaterra, que eliminou os Estados Unidos no último sábado, ao golear os rivais por 4 a 1. O confronto das semis será disputado em Guwahati.

O JOGO

O Brasil começou melhor na partida. Logo aos cinco de minutos de jogo, a Seleção Brasileira assustou os alemães. Lincoln partiu em velocidade, a zaga alemã afastou o perigo. O meia Alanzinho chutou cruzado e viu a bola parar no travessão.

Na primeira chegada da Alemanha com perigo ao ataque, Luan Cândido perdeu a bola, o atacante Arp tirou do brasileiro e o zagueiro Lucas Halter conseguiu o desarme. Na sequência da jogada, a bola sobrou para Yeboah e foi derrubado pelo próprio zagueiro brasileiro na área.

O atacante Arp bateu com muita categoria e converteu a penalidade, sem chance para o goleiro brasileiro Gabriel Brazão. A Alemanha inaugurou o marcador, aos 20 minutos do primeiro tempo.

Quatro minutos depois, o Brasil levou um novo susto e por pouco não viu o time adversário aumentar a vantagem. Abouchabaka tabelou com Kühn, que chutou rasteiro e a bola passou raspando ao lado da meta brasileira.

Com a forte marcação imposta pelos alemães, o Brasil teve dificuldade para achar espaços e chegar ao ataque. Nos acréscimos do primeiro tempo, a seleção canarinho voltou a aparecer no jogo. Vagnoman fez jogada individual pela esquerda e tocou para Lincoln. O atacante entrou em velocidade e na hora de finalização foi travado pela zaga adversária.

Na volta para o segundo tempo, o Brasil quase empatou o duelo. Aos nove minutos, Paulinho recebeu a bola e tocou para Weverson. O meia-campista cruzou para Lincoln e foi desarmado na hora da conclusão.

Três minutos depois, o Brasil voltou a fazer uma nova investida no ataque. Com outra postura na segunda etapa, a Seleção Brasileira só cresceu no jogo. Aos 15 minutos de jogo, Alanzinho cobrou escanteio na área, Lincoln subiu livre de marcação e por pouco não empatou o confronto.

Quatro minutos depois, o Brasil continuou pressionando os alemães. A zaga adversária cortou mal, Lincoln entrou em velocidade e cruzou rasteiro na área. A bola passou por Paulinho, que perdeu a chance de deixar tudo igual no jogo.

A pressão deu resultado. Aos 25 minutos, Lincoln recebeu na área, brigou com dois alemães na disputa da bola e tocou para Alanzinho. O meia-campista só rolou para Weverson soltar uma bomba e empatar o jogo.

Com o tento assinalado, o Brasil não se intimidou e quase virou o duelo dois minutos depois. Alanzinho lançou Paulinho, que se livrou da marcação alemã e arriscou de fora da área. A bola não entrou por pouco.

Aos 30 minutos, Paulinho recebeu a bola na área e tocou para Lincoln. O atacante estava livre de marcação, desperdiçou a chance da virada e mandou a bola para fora. Com os pés no chão, o Brasil finalmente conseguiu a virada.

O atacante Yuri Alberto, que entrou na etapa final no lugar de Brenner, tocou a bola para Paulinho colocar o Brasil em vantagem no duelo. Depois do tento assinalado anotado aos 31 minutos do segundo tempo, a Seleção Brasileira pouco chegou ao ataque e só se defendeu.

A Alemanha até tentou furar o bloqueio da zaga brasileira, mas não obteve sucesso. Assim em que o juiz apitou o fim da partida, os jogadores brasileiros comemoram muito a classificação para a semifinal do torneio.

Esporte