PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com um a menos, Galo sofre de novo e perde para a Chape dentro de casa

18/10/2017 22h54

O Atlético-MG perdeu mais uma em casa no Brasileirão. Dessa vez para a Chapecoense, por 3 a 2, na noite desta quarta-feira. Para piorar, o Galo ainda perdeu Elias, expulso no segundo tempo, que ficará suspenso na próxima rodada. Com o resultado, a equipe de Oswaldo de Oliveira estacionou nos 38 pontos, perdendo a chance de se aproximar do G6. A Chape, por outro lado, foi a 35, se afastando da zona de rebaixamento.

O JOGO

Sem perder há três rodadas sob o comando de Oswaldo de Oliveira, o Atlético-MG entrou em campo com a missão de manter a boa fase e continuar se aproximando da zona de classificação para a Libertadores. O Galo começou a rodada na nona posição, com 38 pontos. Do outro lado, a Chape vinha de duas derrotas consecutivas, o que a colocou novamente na ameaça do rebaixamento. A partida contra os mineiros, que não vinham bem jogando dentro de casa, era a chance de voltar a vencer na competição.

O jogo começou a mil por hora. Com cinco minutos, Wellington Paulista se posicionou entre os zagueiros e, de cabeça, acertou a trave de Victor, gelando a torcida atleticana. Três minutos depois, Valdívia recebeu na entrada da área e acertou um lindo chute, sem chances para Jandrei.

A Chape, após o gol, se lançou ao ataque, obrigando Victor a fazer boas defesas. No entanto, após mais pressão catarinense, o goleiro alvinegro não foi capaz de evitar o empate aos 30 minutos. Wellington Paulista recebeu bom passe de Arthur, nas costas da marcação, e chutou forte e rasteiro, deixando tudo igual no Independência. Quando o empate parecia certo até o intervalo, em um contra-ataque fulminante, Canteros recebeu de Luiz Antônio, dominou, invadiu a área e chutou cruzado para virar o jogo no final do primeiro tempo.

Na volta para a etapa final, a situação ainda ficou mais complicada para o Atlético. Com quatro minutos, Elias matou o contra-ataque da Chape com falta, levou o segundo amarelo e foi expulso. Os catarinenses aproveitaram o momento e organizaram mais uma pressão ao gol dos donos da casa, que tinha muita dificuldade em jogar.

Precisando do resultado, Oswaldo tirou Roger Bernanrdo, que não vinha fazendo uam boa partida, e colocou Otero, para dar maior força ofensiva ao meio campo atleticano. Aos 22 minutos, Fábio Santos cobrou escanteio certeiro na cabeça de Fred, que, livre, testou firme para empatar novamente a partida.

Com o gol, o jogo ficou mais animado. O Atlético sentiu que tinha forças para buscar a virada, enquanto que a Chape, por ter um jogador a mais, também ia em busca do gol. E foi a vantagem numérica que falou mais alto, aos 34 minutos. Reinaldo recebeu de Arthur, fez grande jogada dentro da área e rolou para Luiz Antônio, que só teve o trabalho de empurrar para dentro.

Em seguida, o Atlético partiu para o tudo ou nada, muito desorganizado. Com chuveirinhos, tentou fazer uma última pressão, mas em vão. A Chape saiu mesmo vitoriosa, chegando a 35 pontos e se afastando da zona de rebaixamento. O Galo se manteve no meio da tabela, com 38.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 X 3 CHAPECOENSE

Local: Arena Independência, Belo Horizonte

Data-hora: 18/10/2017 - 21h

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)

Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA-SP) e Rogerio Pablos Zanardo (SP)

Público: Não disponível.

Cartões amarelos: Roger Bernardo (CAM); Douglas, Moisés Ribeiro e Douglas Grolli (CHA)

Cartões vermelhos: Elias, 4'2°T (CAM).

Gols: Valdívia, 8'1°T (1-0), Fred, 22'2°T (2-2); Wellington Paulista, 30'1°T (1-1), Canteros, 41'1°T (1-2), Luiz Antônio, 34'2°T (2-3)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Roger Bernardo (Otero, 13'2°T), Elias, Valdívia (Yago, 27'2°T) e Cazares (Adilson, 8'2°T); Robinho e Fred - Técnico: Oswaldo de Oliveira.

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas (Douglas Grolli, 10'2°T), Fabrício Bruno e Reinaldo; Amaral (Lucas Mineiro, 38'2°T), Moisés Ribeiro (Elicarlos, 32'2°T), Canteros e Luiz Antônio; Arthur e Wellington Paulista - Técnico: Emerson Cris.

Esporte