PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'É ficar calado e trabalhar', diz Marllon, sobre o momento da Ponte

31/08/2017 17h27

O último jogo da Ponte Preta antes da pausa para as Eliminatórias não traz boas lembranças para o torcedor. Depois de sair na frente do Atlético-MG, com gol do estreante Léo Gamalho, a Macaca sofreu a virada, com direito a gol de falta nos minutos finais. A chance de se aproximar do G6 se tornou em mais uma rodada perto do Z4. Para o zagueiro Marllon, o momento é de ficar calado.

- O momento nosso é de ficar calado e trabalhar. O torcedor tem a sua parte de razão e nós temos que trabalhar e buscar a vitória no próximo jogo. O Campeonato Brasileiro está muito embolado: Se a gente ganha é uma briga pelo G6, se perde, uma fica perto do Z4. Temos que procurar uma regularidade para depois buscar algo melhor e não podemos perder a próxima partida, é um jogo de seis pontos. Se a gente vencer melhora pra nós e mantém eles no Z4 - afirmou o defensor.

O jogador também comemorou o período sem jogos. Para ele, essa sequência de treinamentos será fundamental para ajustar os erros antes da partida contra o São Paulo, fora de casa.

- Estamos treinando com bastante intensidade, bastante marcação, visando muito à marcação de pressão que vamos precisar fazer contra o São Paulo. Pra gente esse intervalo sem jogos é bom, porque a rotina é desgastante e será importante para recuperar jogadores e o Gilson melhorar a nossa parte dentro de campo - completou.

A Ponte só volta a campo no próximo dia 9 de setembro, contra o São Paulo, às 19h, no Morumbi. A Macaca terminou a 22ª rodada na 13ª posição na tabela do Brasileirão, com 27 pontos, quatro a menos que o Cruzeiro, sexto colocado, e dois a mais que a Chapecoense, primeira equipe dentro da zona de rebaixamento.

Esporte