PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Marciel espera aval, mas treina como titular e ganha elogios no Corinthians

30/08/2017 11h58

Fábio Carille pode promover uma novidade na escalação do Corinthians para a partida contra o Santos, no próximo dia 10, que marca a retomada do Campeonato Brasileiro após a parada das Eliminatórias. Ainda à espera do aval da ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem), o volante Marciel tirou a posição de Moisés e treinou como titular da lateral esquerda nesta quarta-feira, em jogo-treino contra o sub-20 do Timão. Guilherme Arana, titular do setor, está lesionado e deve voltar ao time apenas em outubro.

O camisa 22 do Corinthians, que soma apenas sete partidas na temporada, não só apareceu na equipe titular como foi destaque da atividade de 40 minutos de duração. À vontade na lateral, posição em que treina desde o início do ano, Marciel fez boas jogadas com Clayson e cruzou para o segundo gol da vitória por 2 a 0, marcado por Rodriguinho. Ele ainda foi boa opção em outras jogadas e ganhou elogios dos companheiros.

- Ele ficou um bom tempo inativo, mas treinando e treinando bem. Só tem a acrescentar e a gente espera que não sinta tanto o ritmo de jogo. Ele é um excelente jogador e vai nos ajudar muito - diz o meia-atacante Marquinhos Gabriel, que trabalhou com o restante do elenco nesta quarta-feira.

Marciel está no elenco profissional do Corinthians desde 2015, quando estreou com Tite. No ano passado, ele foi emprestado ao Cruzeiro e devolvido no segundo semestre. Em 2017, como informou o LANCE! em matéria recente, ele viveria um ano de afirmação, que foi interrompido graças a um problema de saúde: ele tem uma doença chamada "Alopécia Areata", que é caracterizada por queda de cabelo em placas redondas, ou seja, "buracos" sem cabelo no couro cabeludo da pessoa. No caso de Marciel, o problema é causado por estresse e ansiedade e fez com que ele raspasse todo o cabelo em março e começasse a usar touca nos treinamentos.

Desde então, ele parou de ser relacionado para os jogos por conta do risco de doping em razão do medicamento administrado voluntariamente para controlar a doença, à espera do comunicado da ABCD o liberando para jogos. O Corinthians espera receber o documento em breve, antes do jogo contra o Santos.

Esporte