PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Depois de marcar na estreia, Léo Gamalho espera subida da Ponte

29/08/2017 17h06

Léo Gamalho chegou com tudo à Ponte Preta. Com pouco tempo para conhecer os novos companheiros e se entrosar, já foi titular no último domingo, contra o Atlético-MG, marcando o único gol da equipe, que depois acabou sofrendo a virada. Sobre a emoção de marcar na estreia, o atacante disse que preferiria a vitória.

- Não fico feliz só em fazer gol, fico feliz em vencer. Então, claro que pra mim foi uma emoção grande estrear e marcar gol pela Ponte, será uma lembrança que guardarei com carinho, mas todos nós ficamos chateados com o resultado, sabemos da revolta da torcida e nós também sentimos isso, ficamos tristes ainda mais pelo jeito que aconteceu, tomar virada é muito ruim - afirmou o atacante, que disse que a equipe tem que aproveitar o período sem jogos para corrigir os erros.

- Nosso alento é que temos bastante tempo para trabalhar agora e pode consertar as coisas para o próximo jogo - completou.

Apesar do resultado adverso, o camisa 9 disse que há coisas positivas a se tirar da partida contra o Galo, sobretudo o primeiro tempo.

- Teve coisas boas contra o Atlético-MG, terminamos primeiro tempo na frente, a questão é que eles se superaram do meio para o final e isso nos complicou. Temos que tirar um aprendizado da última partida, temos atletas experientes e eles serão importantes nesse processo, mas não temos que pensar mais no Atlético e sim no São Paulo: nada de ficar remoendo e sim aprender com o que passou e seguir em frente - avaliou o atacante.

Por fim, Léo Gamalho fez uma análise da situação da Ponte na tabela, após o revés contra o Atlético. O atacante reconheceu que a equipe se encontra em uma posição desconfortável, mas se disse confiante em uma recuperação.

- Claro que seria melhor ter este tempo se estivéssemos vindo de vitória, se tivéssemos vencido chegaríamos a 30 pontos e era outro cenário, mas como sofremos uma derrota temos que aproveitar ainda mais os treinamentos. Nossa equipe está numa situação que não chega a ser delicada, mas preocupa, contudo temos totais condições de reverter - finalizou.

A Ponte terminou a 22ª rodada na 13ª posição na tabela do Brasileirão, com 27 pontos, apenas dois a mais que a Chapecoense, primeira equipe dentro da zona de rebaixamento. A distância para o G6, que atualmente tem o Cruzeiro como sexto colocado, está em quatro pontos.

Esporte