PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Luan: "Ninguém está de corpo mole para tirar Cuca, Mattos ou presidente"

28/08/2017 08h00

A vitória sobre o São Paulo encerrou a série de três partidas sem vencer e retomou a tranquilidade no Palmeiras. Depois de seguidas críticas sobre time, comissão técnica e diretoria, Luan considera que a falta de resultados era o motivo para a má fase, não possíveis problemas de relacionamento.

"Aqui não tem ninguém de corpo mole, como as pessoas dizem, querendo derrubar Cuca, Mattos ou o presidente. Somos muito amigos aqui dentro, às vezes as coisas não acontecem e as pessoas procuram problema. Acredito que resultado alimenta ambiente, só ganhando que afastamos essas coisas daqui", analisou o zagueiro após a vitória por 4 a 2.

"Clássico te dá confiança quando você ganha jogando bem. As coisas podem começar a acontecer para nós. Agora é descansar um pouco e na semana que vem para trabalhar. Temos esse tempo para entrosar, não sofrer os gols bobos que estamos sofrendo, e conseguir mais vitórias no campeonato", completou.

Agora com 36 pontos, o Verdão manteve-se na quarta posição, mas diminuiu a distância para todos os rivais que vêm à frente: Corinthians (14 pontos), Grêmio (quatro pontos, com um jogo a mais) e Santos (dois pontos). Apesar de toda a desvantagem, o zagueiro não descarta brigar pelo título nas 16 rodadas que restam do campeonato.

"Ninguém largou. Campeonato muito difícil, com mais cinco ou seis pontos estaríamos buscando o Corinthians, com menos cinco ou seis pontos estaríamos quase na zona de rebaixamento. Campeonato é muito difícil, perdemos da Chapecoense em casa, há um tempo atrás ganhamos do Sport lá. Não podemos oscilar, temos de manter uma regularidade boa", encerrou.

Depois dos 4 a 2 no Choque-Rei, o elenco recebeu dois dias de folga e volta aos trabalhos quarta-feira, na Academia de Futebol. O próximo jogo será apenas no dia 9 de setembro, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

Esporte