PUBLICIDADE
Topo

Esporte

De virada, Atlético-MG vence a Ponte fora de casa e respira na Série A

27/08/2017 17h58

O Atlético-MG, de virada, foi à Campinas e bateu a Ponte Preta, na tarde deste domingo, em partida válida pela 22ª rodada do Brasileirão. A Macaca saiu na frente, com Léo Gamalho, no último lance do primeiro tempo. O Galo foi buscar o empate com Elias, aos 15 minutos da etapa final. Quando o resultado parecia definido, Otero acertou linda cobrança de falta e matou o jogo para os visitantes, aos 43 minutos do segundo tempo. O resultado colocou o Atlético em décimo lugar, com 29 pontos, enquanto que a Ponte ficou em 14º lugar, com 27.

O JOGO:

Ameaçados pela zona de rebaixamento, Ponte e Galo se enfrentavam no famoso "jogo de seis pontos". Quem vencesse poderia respirar de vez e ambicionar coisas maiores no Brasileirão. O perdedor, por outro lado, começaria a fazer contas novamente para escapar do Z4. Um ponto separava o Atlético da zona da degola, no começo da rodada. A Macaca vinha logo acima, com um a mais.

Com mais medo de perder do que vontade de vencer, as duas equipes criaram pouco no primeiro tempo. Aranha fez duas boas defesas em chutes de Cazares e Valdívia, enquanto que Victor não era exigido. O Galo vinha controlando a partida, mantendo a posse e não deixando a Ponte jogar. Porém, também não conseguia ameaçar o gol da equipe da casa, dependendo de bolas alçadas para a área.

A Macaca, na primeira chance que teve, acabou com a superioridade do adversário. Aos 44 minutos, Nino Paraíba avançou pela direita e levantou para a área. Léo Gamalho, que fazia sua estreia com a camisa alvinegra, subiu mais alto que a zaga e testou firme, sem chances para Victor. 1 a 0 para a Ponte, antes do intervalo.

Na volta para o segundo tempo, as posturas das duas equipes eram as mesmas. O Galo avançou um pouco mais sua linha defensiva, procurando pressionar a Ponte, que aproveitou esse espaço deixado pela zaga atleticana para contra-atacar. Sheik quase marcou com um minuto de jogo, mas Victor fez boa defesa.

Com a marcação mais alta, o Atlético conseguiu chegar mais perto da área da Ponte, passando a ameaçar mais que no primeiro tempo. Aos 15 minutos, a pressão deu resultado. Elias carregou até a entrada da área e rolou para Marcos Rocha. O lateral chegou batendo cruzado, e Aranha fez boa defesa, mas espalmou apra o meio, onde estava Elias. O volante bateu de primeira e empatou o jogo para a equipe mineira.

Com o gol, Gilson Kleina se viu na obrigação de arriscar mais. Sacou Fernando Bob e colocou o atacante Claudinho, para dar mais opção ofensiva à equipe. De fato, o jogo ficou mais equilibrado e truncado, como no primeiro tempo. As duas equipes passaram a brigar mais no meio campo, dando pouco espaço para criação de jogadas perigosas.

O Atlético, em uma última tentativa de ganhar o jogo, colocou Otero em campo, no lugar de Valdívia. E a estrela dele brilhou na primeira e única chance que teve. Aos 43 minutos, em falta de muito longe, o jogador encheu o pé e Aranha só acompanhou com os olhos. A bola estufou a rede do lado do arqueiro alvinegro, que ficou estático.

Depois, a Macaca foi para o tudo ou nada, mas faltava tempo para buscar uma reação. O Atlético se segurou e garantiu três pontos importantíssimos para a sequência da temporada. O resultado deixou o Galo na décima posição, com 29 pontos. A Macaca caiu para o 14º lugar, com 27, quatro a mais que o São Paulo, primeiro time dentro do Z4.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Moisés Lucarelli, Campinas

Data-hora: 27/8/2017 - 16h

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (FIFA-PR)

Auxiliares: Bruno Boschilia (FIFA-PR) e Victor Hugo dos Santos (PR)

Público: 5.769 presentes - Renda: R$ 80.369,00

Cartões amarelos: Sheik e Wendel (PON); Adílson, Elias, Marcos Rocha (CAM)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Léo Gamalho, 44'1°T (1-0); Elias, 15'2°T (1-1) e Otero, 43'2°T (1-2)

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Jeferson; Fernando Bob (Claudinho, 22'2°T), Elton, Jadson (Wendel, 10'2°T) e Felipe Saraiva (Maranhão, 30'2°T); Emerson Sheik e Léo Gamalho - Técnico: Gilson Kleina.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Bremer e Fábio Santos; Adílson, Elias, Luan (Yago, 40'2°T), Cazares e Valdívia (Otero, 32'2°T); Rafael Moura (Clayton, 22'2°T) - Técnico: Rogério Micale.

Esporte