PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cruzeiro interrompe 'sonho' do Santos e empata no Mineirão

27/08/2017 20h55

Tinha tudo para ser a noite perfeita para o Santos. Encaixou a marcação, abriu o placar com Bruno Henrique, mineiro que tinha como sonho de infância fazer um gol no Mineirão, e neutralizou os donos da casa. Mas o sonho que passou a ser do Peixe, o de encostar no Grêmio e diminuir a distância para o Corinthians, foi interrompido com o gol de empate do Cruzeiro, que liquidou o placar em 1 a 1.

A Raposa, sem quatro titulares, tentava curar a ressaca da classificação para a final da Copa do Brasil no meio da semana e não tinha quatro titulares. Sassá não apresentou nenhum sintoma de ressaca e era a verdadeira dor de cabeça para a defesa santista. O centroavante ganhava no corpo e tinha chances claras de gol.

A postura dos comandados de Levir Culpi ficou clara desde o começo: time fechado, linhas de marcação próximas e contra-ataque. Apesar dos velocistas Copete e Bruno Henrique estarem abertos pelos lados, o toque de bola foi o maior trunfo do Alvinegro para chegar ao gol.

Foi a partir de uma enfiada de bola de Lucas Lima que Copete recebeu na área e cruzou para Bruno Henrique, de cabeça e sem goleiro, abrir o placar. Além de realizar o sonho de criança, o atacante encerrou o pesadelo mais recente do Santos, o de ficar três jogos no Brasileirão sem marcar um gol. Antes de acordar, o camisa 27 ainda teve uma chance em que ficou cara a cara com Fábio após toque de Ricardo Oliveira. Mas como todo sonho, o bom momento foi interrompido no fim, com a bola fraca passando por cima da trave.

Depois do susto, o Cruzeiro recuperou a posse de bola e começou a fazer valer o mando de campo. No segundo tempo, mandou na partida e recuou ainda mais o Peixe. O time de Mano Menezes tinha todo o campo necessário para trabalhar a bola e errava muitos passes. Talvez por isso Lucas Veríssimo não acreditou no lançamento de Lucas Silva para Rafinha dentro da área e deixou o meia cruzeirense bater de primeira e igualar o placar.

Depois, o zagueiro alvinegro até se redimiu e impediu Rafinha de fazer o segundo dos mineiros, no momento em que Vanderlei, no chão, já era vencido.

Se o sonho não acabasse, o Peixe teria igualado o segundo colocado Grêmio em número de pontos (pelo menos até o dia 2) e teria diminuído a distância para o líder Corinthians para dez pontos. Agora, terá que tentar fazer isso no dia 10, no clássico na Vila Belmiro. O empate deixa o Cruzeiro em 6º com 31 pontos.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 X 1 SANTOS

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data-Hora: 27/8/2017 - 19h

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)

Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)

Público/renda: Não disponíveis

Cartões amarelos: (CRU), David Braz e Lucas Veríssimo (SAN)

Cartões vermelhos: -

Gols: Bruno Henrique (21'/1ºT) (0-1), Rafinha (9'/2ºT) (1-1)

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Murilo, Digão e Diogo Barbosa; Hudson, Lucas Silva (Nonoca, aos 37'/2ºT), Rafinha (Élber, aos 40'/2ºT) e Thiago Neves (Arrascaeta, aos 12'/2ºT); Rafael Sóbis e Sassá. Técnico: Mano Menezes.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Renato (Léo Cittadini, aos 40'/2ºT), Alison e Lucas Lima; Copete (Nilmar, aos 29'/2ºT), Bruno Henrique e Ricardo Oliveira (Kayke, aos 25'/2ºT). Técnico: Levir Culpi.

Esporte