PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Avaí vence a Chape e passa o São Paulo na briga contra o rebaixamento

27/08/2017 20h58

No clássico catarinense, o Avaí recebeu e venceu a Chapecoense por 1 a 0, na noite deste domingo, em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com gol de Joel, ainda no primeiro tempo, o Leão chegou a sua sexta vitória na competição, chegando a 25 pontos e ultrapassando o São Paulo, ocupando a 17ª posição na tabela. A Chape caiu para o 16º lugar, com a mesma pontuação.

O JOGO:

Lutando contra o rebaixamento e querendo aproveitar a derrota do São Paulo, o Avaí tinha a missão de sair com a vitória contra um adversário direto na briga pela salvação. A Chape, em 16º lugar, também queria aproveitar o revés são-paulino para se afastar de vez do Z4. Uma vitória sobre o Leão poderia colocar o Verdão do Oeste na 13ª posição, o que poderia dar tranquilidade para a sequência do trabalho de Vinícius Eutrópio.

No primeiro tempo, as duas equipes mais se estudaram do que se agrediram. A partida era muito disputada no meio campo, com Avaí e Chapecoense não se expondo muito para não correr riscos. A primeira chance de gol só veio aos 28 minutos, em chute de longe de Júnior Dutra, que passou perto do gol de Jandrei.

O lance empolgou o Avaí, que, três minutos depois, abriu o placar. Depois de falta cobrada na esquerda por Juan, Joel subiu mais alto e escorou de cabeça, sem dar chance ao goleiro Jandrei, abrindo o placar para o Leão no clássico catarinense. O gol obrigou a Chape a sair para o jogo, subindo a marcação para tentar buscar o empate antes do intervalo. Antes do fim, Vinícius Eutrópio não concordou com uma marcação do árbitro e reclamou de maneira acintosa, resultando na sua expulsão. Ao fim dos primeiros 45 minutos, o Avaí vencia por 1 a 0.

Na volta do intervalo, A Chape voltou com Seijas no lugar de Luiz Antônio, com a intenção de dar mais poder criativo ao seu meio campo, que pouco produziu no primeiro tempo. Wellington Paulista quase marcou aos dez minutos, mas o atacante acertou a trave. O Avaí, por outro lado, tentava usar os espaços deixado pelo adversário para sair em contra-ataque.

A partir dos 20 minutos, o jogo ficou mais truncado. A Chapecoense era muito previsível ao tentar chegar ao gol do Avaí, que, por sua vez, também não ameaçava a meta de Jandrei, pois não conseguia encaixar um bom contra-golpe para matar a partida. A melhor chance do empate foi com Apodi, aos 28 minutos. O lateral recebeu na direita, chapelou Capa e, sem deixar a bola cair, acertou lindo chute, para grande defesa de Douglas.

Numa última cartada, Vinícius Eutrópio sacou Lucas Mineiro e colocou Canteros, emprestado pelo Flamengo, para buscar o empate. A mudança não surtiu muito efeito, com o Avaí conseguindo anular as ofensivas da Chape e mantendo a vantagem até o final. Com o resultado, o Leão passou o São Paulo e terminou a rodada na 17ª posição, com os mesmos 25 pontos que a Chapecoense, 16ª colocada.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 1 X 0 CHAPECOENSE

Local: Ressacada, Florianópolis

Data-hora: 27/8/2017 - 19h

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares: Kleber Lucio Gil (FIFA-SC) e Neuza Ines Back (FIFA-SC)

Público: Não divulgado.

Cartões amarelos: Juan, Capa, Willians (AVA); Arthur Caike, Reinaldo, Moisés Ribeiro, Fabrício Bruno, Wellington Paulista (CHA)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Joel, 31'1°T (1-0).

AVAÍ: Douglas Friedrich; Leandro Silva, Fagner Alemão, Betão e Capa; Wellington Simião (Lucas Otávio, 38'2°T), Judson, Juan (Willians, 17'2°T) e Pedro Castro; Joel (Maicon, 31'2°T) e Júnior Dutra - Técnico: Claudinei Oliveira.

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moisés Ribeiro (Júlio César, 40'2°T), Lucas Mineiro (Canteros, 31'2°T) e Luiz Antônio (Seijas, int); Wellington Paulista, Túlio de Melo e Arthur - Técnico: Vinícius Eutrópio.

Esporte