PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Torcida pede e tem papo pacífico com atletas após queda para o Flamengo

25/08/2017 14h01

O treino do Botafogo da manhã desta sexta-feira contou com uma surpresa: a presença de cerca de 30 torcedores, que foram conversar com os jogadores após a eliminação para o Flamengo na Copa do Brasil. Antes de ter acesso ao Nilton Santos, o grupo bateu um papo com Caca Azeredo, o vice de futebol do Alvinegro, e prometeu que estava bem intencionado.

Eles garantiram também que só queriam dar apoio ao elenco após a queda para o rival, mas alguns queriam cobrar uma outra postura em clássicos contra o rubro-negro. Na temporada, são cinco jogos, três derrotas e dois empates.

Os alvinegros tiveram a permissão para entrar e até falaram com o operado Airton enquanto esperavam o treino se encerrar. O encontro foi fechado à imprensa e os jogadores reiteraram que a torcida foi ao Nilton só para incentivar.

- Foi uma conversa boa, eles sabem que o Botafogo está fazendo na temporada. Eles sabem que também sofremos com a derrota na Copa do Brasil. Vamos trabalhar muito para chegar bem longe na Libertadores e darmos o nosso melhor no Brasileiro - comentou o capitão e zagueiro Carli.

Desfalques

O Botafogo não contará com o volante Matheus Fernandes para o jogo contra o Bahia, no próximo domingo, às 16h, pela 22° rodada do Campeonato Brasileiro. Ele sofreu uma entrada dura do também volante Cuellár, na derrota de 1 a 0 para o Flamengo, e está com o tornozelo inchado. Ele deu entrada para Leandrinho, um dos cotados para substituí-lo.

Quem também está fora é o meia Valencia, suspenso com o terceiro cartão amarelo. Outro que sofreu uma entrada dura foi Guilherme. Ele será reavaliado neste sábado.

Esporte