PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Vasco anuncia projeto para captar R$ 2,7 milhões para a base do clube

24/08/2017 15h54

O Vasco lançou nesta quinta-feira uma iniciativa para fortalecer as categorias de base do clube. Um dia após o título do Carioca sub-20 contra o Flamengo, o presidente Eurico Miranda anunciou um projeto do clube para engajar torcedores na captação de recursos com base na Lei do Incentivo ao Esporte, que serão investidos nos meninos.

Marco Antônio Monteiro, vice-presidente de marketing do Vasco, e Antonio Gil Franco e Paulo Henrique Oliveira, sócio e gerente sênior da Ernest & Young (EY), respectivamente, também estavam presentes na coletiva.

O projeto está dividido em duas etapas e será um importante aliado para que o trabalho de fortalecimento da base do Vasco. O Vasco tem projeto aprovado na LIE para captar até 2 milhões e 727 mil reais para a base do futebol. Na iniciativa, o Cruz-Maltino terá como parceira a EY ( Ernest & Young) Assessoria Empresarial.

O primeiro passo é chamamo de 'Censo Vascaíno' para o clube coletar dados dos seus torcedores e sócios, e conhecer melhor seus potenciais investidores. O site para o cadastro dos vascaínos (http://censovascaino.com.br) já está no ar.

- Queremos fazer isso de forma mais transparente possível. Então, dividimos em duas etapas. A primeira etapa é a chamada 'Censo Vascaíno'. Nesse, vamos ter a análise e assessoria da EI. Assim, vamos ter vascaínos de todo o Brasil informando qual é o seu perfil. A partir daí, depois de 30,40 dias, vamos começar o processo de captação de recursos para o futebol de base do Vasco. Esse processo de captação começa agora em outubro e pode ir até julho do ano que vem. A partir de 20% de arrecadação, você pode começar a executar. Isso com toda a transparência, com toda prestação de contas, porque tem que ser executada justamente com o que você pediu no projeto - explicou Marco Antônio Monteiro, vice-presidente de marketing do Vasco.

A EY vai ajudar o Vasco no processo. Segundo os representantes da empresa, as informações coletadas vão ajudar o clube a conhecer os perfis dos torcedores e definir modelos de doações voluntárias.

- A EY nesse trabalho tem como objetivo assessorar o Vasco, através da captação de informações, começando com o censo, e por um processo que chamamos de análise inteligente do processo de dados. Através dele, a EY vai enderaçar ao Vasco ideias para que sejam tomadas ações que não só ajudem na Lei de Incentivo ao Esporte, mas para que todo torcedor tenha experiências diferenciadas - contaram os representantes da empresa.

Monteiro destacou que esse é um projeto para o futuro e que engloba toda base do clube, a longo prazo, já que o dinheiro só poderá a ser executado pelo clube no ano que vem. No entanto, ele ressalta que o Cruz-Maltino terá um alívio no clube.

- Aprovamos um projeto que prevê apoio a toda base do Vasco. Sub-15, sub-17, sub-20. Isso prevê que o clube tenha, com esses recursos, um alívio ao caixa, pois hoje é o próprio caixa que tem que sustentar todo o investimento na base do Vasco desde muito cedo - afirmou o vice-presidente de marketing, contando algumas das coisas onde os recursos poderão ser usados.

- Locação de espaços para treinar, transporte, locomoção, hospedagem, bolsa-auxilio e até em CT para base - completou.

O Vasco será o único responsável pelo monitoramento e pela aplicação dos recursos recebidos em doação, no âmbito da Lei do Incentivo ao Esporte (LIE). A EY Assessoria Empresarial não irá auditar as demonstrações financeiras do clube ou efetuar análises financeiras, contábeis ou tributárias dos potenciais doadores e respectivas doações, de pessoas físicas ou jurídicas.

Esporte